CEPEED

CENTRO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO EM EDUCAÇÃO

PROJETOS FINANCIADOS

 

Projeto de Pesquisa: Análise sobre o desenvolvimento da função simbólica na criança a partir do ensino do Sistema de Numeração Decimal: contribuições à formação docente.     

Laboratório CEPEED: 2                                                                                                                                                                                                                      

Descritivo: O projeto tem sua origem nos estudos e pesquisas realizados junto ao Grupo de Pesquisas "Implicações Pedagógicas da Teoria Histórico Cultural", vinculado à UNESP, campus de Marília, e junto ao GEPPE (Grupo de Estudos e Pesquisas em Práxis Educacional), vinculado à Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul, Unidade de Paranaíba. Ao almejar a alteração da concepção de prática pedagógica junto aos professores, tomando-a como atividade de ensino, e tendo a organização didático formativa como princípio do ensino, a pesquisa também se insere na linha de pesquisa 1, "Currículo, formação docente e diversidade", do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu, Mestrado em Educação (PPGE/UEMS), da qual a pesquisadora proponente faz parte, tendo pesquisas orientadas a partir do referencial teórico utilizado no presente projeto. É no âmbito das pesquisas realizadas na linha "Teorias e Práticas Pedagógicas" do GEPPE que se originou um projeto de pesquisa interinstitucional, cadastrado na PROPP/UEMS, intitulado "DESENVOLVIMENTO DA FUNÇÃO SIMBÓLICA A PARTIR DO ENSINO DAS DIFERENTES LINGUAGENS", cujo objetivo é analisar, sob a perspectiva da psicologia histórico-cultural, o desenvolvimento da função simbólica na criança a partir do ensino das linguagens, contribuindo com o estudo didático formativo dos professores acerca dos pressupostos e implicações pedagógicas deste enfoque teórico, a fim de elaborarmos, juntamente aos professores da Educação Básica, a organização das práticas pedagógicas que propiciem às crianças a apropriação das diferentes linguagens, visando o desenvolvimento das funções psíquicas superiores a partir do desenvolvimento das bases do pensamento teórico, de modo que estas práticas se configurem como atividade de ensino para os professores e atividade de estudo para os alunos. Como um recorte metodológico desta pesquisa mais ampla, propõe-se neste projeto ora apresentado realizar ?Uma análise sobre o desenvolvimento da função simbólica na criança a partir do ensino do Sistema de Numeração Decimal".                                                                         

 Coordenação: Maria Silvia Rosa Santana (Lab. 2)                                                                                                                                                                            

 Período: 2016 a 2017.                                                                                                                                                                                                                                      

Agência de Fomento: CAPES/PNPD-Bolsa                                                                                                                                                                                                      

Valor do recurso: R$ 49.200,00 (quarenta e nove mil e duzentos reais).

 

Projeto de Pesquisa: O papel da Educacao Especial na perspectiva da escola inclusiva junto ao desenvolvimento de acoes pedagógicas, via capacitaçao docente, capazes de desarticularem o preconceito escolar e social na educação infantil.                                                                                                            

Laboratório do CEPEED: 1                                                                                                                                                                                                        

Descritivo: Proposta de Pesquisa (Pós-Doutorado, assumido em maio 2014), junto ao Programa de Pós-Graduação em Educação da UEMS, Unidade Universitária de  Paranaíba-MS. Colaboração da Secretaria de Educação da Prefeitura Municipal de Paranaíba - Educação Especial e Educação Infantil.

Coordenação: Maria Helena Bimbatti Moreira (Lab. 1)                                                                                                                                                                             

Docente Supervisora:  Doracina Aparecida de Castro Araujo                                                                                                                                                                  

Período: 2014 a 2017.                                                                                                                                                                                                                                        

Agência de Fomento: CAPES/PNPD-Bolsa                                                                                                                                                                                                      

Valor do recurso: R$ 49.200,00 (quarenta e nove mil e duzentos reais).

 

Projeto de Pesquisa: Sistemas Agroflorestais no Bolsão Sul-Mato-Grossense no eixo Chapadão do Sul  –  Cassilândia –  Paranaíba  -  Três Lagoas.            

Laboratórios CEPEED: 1, 2 e 4.                                                                                                                                                                                                                

Descritivo: O Cerrado brasileiro é um bioma abrangendo diversos estados da União com patrimônio de diversas riquezas naturais que abrangem uma das maiores biodiversidades do planeta. Entretanto, a sua conservação tem sido considerada em estado crítico devido ao seu elevado grau de degradação. Nesse sentido, a presente proposta do GRUPO EMERGENTE EM SISTEMAS AGROFLORESTAIS tem como objetivo intensificar, de forma sustentável, a exploração comercial de espécies florestais, transformando seu setor produtivo como ponto estratégico para o desenvolvimento econômico e social do Bolsão Sul-mato-grossense. Contribuindo ainda para uma melhoria da sociedade por meio de novas fontes de renda para os agricultores da região de forma a permitir a redução de assimetrias regionais existentes em nosso país e desenvolvimento urbano e rural de forma sustentável. Além disso, no aspecto acadêmico, gerando conhecimento científico e produtos, além do fortalecimento dos programas de pós-graduação da instituição proponente e das instituições parceiras. A proposta de criação do GRUPO EMERGENTE DE SISTEMAS AGROFLORESTAIS, será coordenada pela Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS) e contará com uma equipe interdisciplinar e interinstitucional, composta por pesquisadores de diversas áreas do conhecimento, que envolverá duas instituições de ensino do Mato Grosso do Sul (UEMS e UFMS) e um instituto de Pesquisa do estado de São Paulo (IAC/APTA/Votuporanga). A proposta envolve áreas amplas do conhecimento, com ênfase em Agrárias/Tecnológicas e Humanas/Educacional e Sociológica, com pesquisas de desenvolvimento científico, tecnológico, humano e social. Cabe salientar que a presente proposta de Grupo Emergente constitui na criação de uma Rede de Pesquisa, baseada em Sistemas Agroflorestais no Bolsão Sul-mato-grossense, e que conta ainda com a consolidação e fortalecimento de projetos de pesquisas que já estão sendo desenvolvidos pelos pesquisadores do grupo, os quais vêm apresentando resultados positivos e promissores para o desenvolvimento científico e tecnológico da região do Bolsão. Além disso, destaca-se que essa proposta vem ao encontro às ações do MCTI que tem apoiado a expansão e consolidação das Redes Regionais de Pesquisa que possuem entre seus objetivos o atendimento às demandas de estratégias de planejamento, desenvolvimento, conservação e uso sustentável dos recursos naturais. Nesse primeiro momento de formação de GRUPO EMERGENTE EM SISTEMAS AGROFLORESTAIS serão estudadas todas as interelações técnicas e sociais da implantação da cultura da seringueira (Hevea brasiliensis). Futuramente outras culturas e suas relações técnicas e sociais serão estudadas, como por exemplo, o eucalipto e o mogno africano.                                                                                                                                         

Coordenação: Edilson Costa (Cassilândia)                                                                                                                                                                                                

Docentes do Programa participantes: Doracina Aparecida de Castro Araujo (Lab. 1 e 2), Elson Luiz de Araujo (Lab. 2) e José Antonio de Souza (Lab. 4).

Período: 2015 a 2018.                                                                                                                                                                                                                                      

Agência de Fomento: FUNDECT-MS.                                                                                                                                                                                                              

Valor do Recurso: R$ 205.000,00 (duzentos e cinco mil reais).

 

Projeto de Ensino, Pesquisa e Extensão:  Observatório da Educação e da Violência nas Escolas: entre saberes e desencontros das práticas pedagógicas de socialização e de prevenção da violência nas escolas de ensino fundamental e médio.                                                                                                                                      

Laboratórios CEPEED: 1, 2 e 4.                                                                                                                                                                                                              

Descritivo: O agravamento dos casos de violência nas escolas nos últimos anos tem chamado a atenção das pessoas e despertado o interesse de pesquisadores para compreender suas causas e seus efeitos sobre os alunos, tornando-se um dos desafios da atualidade para os professores, pois emerge como um problema para o ensino e a aprendizagem. Com essa compreensão foi criado o Observatório da Violência nas Escolas de Paranaíba-MS, como um centro de estudos direcionados aos pesquisadores, gestores públicos, professores e alunos das universidades públicas e privadas e da rede pública de ensino, com um olhar para a Educação Básica e objetiva contribuir com as discussões e ampliação de estudos e pesquisas sobre o fenômeno da violência. A pesquisa-ação tem norteado a proposta, com análise qualitativa, não descartando os dados quantitativos. A constituição do Observatório da Violência Escolar tem sido um meio de estabelecimento de um grupo de estudos multidisciplinar e de apoio à pesquisa, ensino e formação, e uma rede dinâmica de interação entre pesquisadores do Programa de Pós-Graduação em Educação da UEMS, membros do Grupo de Estudos e Pesquisas em Práxis Educacional (GEPPE), professores universitários, alunos da graduação, diretores de escolas, professores e alunos da rede pública da Educação Básica interessados em estudar o fenômeno da violência e a desenvolver estratégias de prevenção e combate à violência escolar. Assim, espera-se contribuir com a minimização da violência e indisciplina por meio de uma melhor sociabilidade entre as pessoas e uma reflexão sobre os muros e grades que aprisionam, o ir e vir sem medo de tudo e do próximo, e com isso, aproveitar o tempo para manter uma relação de amizade, de convivência no espaço público.                                                                                                  

Coordenação: Elson Luiz de Araujo (Lab. 2)                                                                                                                                                                                                              

Docentes Participantes: Carlos Eduardo França (Lab. 4), Doracina Aparecida de Castro Araujo (Lab. 1 e 2), José Antonio de Souza (Lab. 2), Lucélia Tavares Guimarães (Lab. 2) e Maria Silvia Rosa Santana (Lab. 2).                                                                                   

Período: maio de 2013 a maio de 2017.

Agência de Fomento: CAPES

Valor do Recurso Financeiro:  R$  764.500,00 (setecentos e sessenta e quatro mil e quinhentos reais). Bolsas e recursos financeiros.                                                     

 

Projeto de Ensino, Pesquisa e Extensão:  Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência - PIBID.                                                                                                                                                                                

Laboratórios CEPEED: 3 e 4.                                                                                                                                                                                                                       

Descritivo: A proposta é baseada em contribuir com o processo de formação inicial de graduandos em Pedagogia e Ciências Sociais da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul, Unidade Universitária de Paranaíba e continuada, de professores supervisores atuantes no  Ensino Fundamental e Médio, fomentando o diálogo entre escola pública e universidade.                                                                                                                                                                                              

Coordenação de Gestão: José Antonio de Souza (Lab. 4)                                                                                                                                                                                        

Docentes Participantes: Ademilson Batista Paes (Lab. 3), Carlos Eduardo França (Lab. 4), Diogo da Silva Roiz (Lab. 3) e Milka Helena Carrilho Slavez (Lab. 4).                                                                                                                                                                                                                                                                            

Período: 2014- a 2018.

Agência de Fomento: CAPES

Valor do Recurso Financeiro:  R$  5.000.000,00 (cinco milhões aproximadamente). Bolsas e recursos financeiros.

 

Projeto  de  Desenvolvimento:  Rede  de  Pesquisas  em  Ciências  Humanas  da  Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul.

Laboratórios CEPEED: 1, 2 e 3.

Descritivo: O subprojeto da área de Humanas buscará implementar pesquisas e ampliar ações no Programa  de  Pós-Graduação  na  Unidade  Universitária  de 

Paranaíba,  com  vistas  a  atender  às necessidades de expansão das ações realizadas pelos docentes e discentes dos Grupos de Estudos e  Pesquisas  com  vistas  a  construir  laboratório  de  pesquisa  interdisciplinar  na  Unidade Universitária de Paranaíba com equipamentos que atendam as especificidades dos laboratórios.

Coordenação/linhas: Doracina Aparecida de Castro Araujo - Lab. 1 e 2.

Docente Participante: Estela Natalina Mantovani Bertoletti - Lab. 3.

Período: 2013 a 2017

Agência de Fomento: FINEP

Valor do Recurso Financeiro:  R$  410.601,50 (quatrocentos e dez mil, seiscentos e um reais e cinquenta centavos).  Construção de quatro laboratórios – Educação Especial, Formação Docente, História, Sociedade e Educação e Linguagem, Educação e Cultura.

 

Projeto de Desenvolvimento: PGEDU: possibilidades educacionais e culturais                                                                                                                 

Laboratórios CEPEED: 1, 2, 3 e 4.                                                                                                                                                                                                                          

Descrição: O Programa de Pós-Graduação em Educação, aprovado pelo CEPE/UEMS em abril de 2010 e autorizado pela CAPES em 28 de fevereiro de 2011, iniciou suas atividades em 01 de agosto de 2011 com a finalidade de contribuir com a Educação Básica e o Ensino Superior de Mato Grosso do Sul, com atuação e ações para outros estados do Brasil. O trabalho coletivo da equipe de docentes tem apresentado resultados positivos, observado na alta produção intelectual, com aprovação em Periódicos Qualis de A1 a B5, com várias publicações de livros, capítulos de livros e coletâneas, envolvendo docentes e discentes do Programa, apresentação e publicações de artigos completos em Eventos Nacionais e Internacionais, além de ter seus docentes em vários Projetos de Pesquisa aprovados pelo CNPq, pela Capes e pela FUNDECT. Há que se destacar a relevância do Periódico Interfaces da Educação, criado em 2010, assumido pelo Programa de Pós-Graduação em Educação em 2011, e já avaliado em 2012 e 2013 pela área da Educação como Qualis B4 e em 2013 pela Área do Ensino como Qualis B1. Além dessas conquistas por um Grupo de Jovem de pesquisadores, há que se considerar o envolvimento dos discentes nas atividades do Programa e no cumprimento de prazos para suas defesas, inclusive alguns finalizando antes dos 24 meses. Com esse empenho de docentes e discentes, o Programa submeteu sua Proposta de Doutorado ao Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (CEPE) da UEMS, obtendo aprovação. Está aguardando o resultado da CAPES, para o final de 2014. Com esses resultados, em três anos do Início da primeira turma, entende-se que a equipe proponente tem buscado realizar um trabalho que dê visibilidade ao Estado, além de buscar contribuir com inovações na área da Educação, expandindo para outras áreas. Assim, é possível afirmar que o Programa de Pós-Graduação em Educação tem buscado apoio nos órgãos de Fomento do Estado e do Brasil, a fim de ampliar as possibilidades educacionais e culturais para o Estado de Mato Grosso do Sul.                                                                                                                  

Coordenação/linhas: Doracina Aparecida de Castro Araujo (Lab. 1 e 2)

Docentes Participantes: Todos os pesquisadores do CEPEED.

Período: 2015 a 2017.

Agência de Fomento: FUNDECT

Valor do Recurso Financeiro:  R$ 50.000,00 (cinquenta mil reais).

 

Projeto de Desenvolvimento: PPGEDU/UEMS: consolidação, qualificação e elevação da pós-graduação.                                                                          

Laboratórios CEPEED: 1, 2, 3 e 4.                                                                                                                                                                                                                                

Descrição: Este projeto tem como objetivo consolidar ações que qualifiquem e elevem os níveis de ensino do Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGEDU), da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), Unidade Universitária de Paranaíba, mediante ampliação da produção intelectual de docentes e discentes; formação de redes de cooperação nacional e internacional; produção e socialização de trabalhos científicos; participação de estudantes e pesquisadores em eventos da área; mobilidade acadêmica; busca pela internacionalização do Programa; e, fortalecimento de ações e intercâmbios para aumento da nota de avaliação da CAPES e possibilidade de aprovação e manutenção do Doutorado em Educação na UEMS                                                                                

Coordenação/linhas: Estela Natalina Mantovani Bertoletti (Lab. 3).                                                                                                                                                      

Docentes Participantes: Todos os pesquisadores do CEPEED.                                                                                                                                                                    

Apresentação
Contato
Links e Downloads
Metas e Objetivos
Ações
Produções acadêmicas e Produtos
Pesquisadores/as
Infraestrutura
Projetos de ensino, pesquisa e extensão
Notícias e eventos
Grupos de pesquisa