Ciências Sociais - Bacharelado

Bacharelado

Apresentação

Sobre o Curso de bacharelado em Ciências Sociais da UEMS/Paranaíba-MS

 

O Curso de Ciências Sociais  na modalidade bacharelado visa propiciar aos estudantes uma formação teórico-metodológica em torno de áreas centrais que dão sustentação ao curso como um todo, ou seja, Antropologia, Ciência Política e Sociologia. Sob esta baliza visa formar profissionais compententes que supram verticalmente as demandas  de ensino superior como pesquisador e professor de instituiçoes públicas e privadas, bem como horizontalmente profissionais de suporte e análises nos mais variados setores. 

Sendo implantado na Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul no ano de 2007, o curso de Ciências Sociais modalidade bacharelado funciona no período NOTURNO com 20 vagas anuais para a habilitação Bacharel em Ciências Sociais a partir de 2015. A habilitação têm duração mínima de 4 anos. O tempo máximo de integralização do curso é de 7 anos. O curso possui um quadro docente qualificado com 10 professores efetivos lotados com dedicação exclusiva ao curso sendo 8 doutores e 2 mestres. Estes últimos atualmente em licença para finalização e defesa de doutorado na UNESP E UNIFESP. Além dos docentes efetivos o curso também conta com professores colaboradores para suprir o desafio de possibilitar um ensino público de alta qualidade. 

As demandas por bacháreis em ciências sociais é constante em vários campos tendo como foco a realização de análises e  o desenvolvimento de atividades que contemplam habilidades adquiridas ao longo do curso dada a formação teórico-metodológica consistente em torno dos eixos de Antropologia, Ciência política e Sociologia. O curso, visa neste sentido fornecer subsídios no âmbito da pesquisa e prática social estimulando a autonomia intelectual e a capacidade analítica dos estudantes em uma formação mais ampla e, sobretudo, voltada a preparação de diagnósticos e prognósticos da sociedade contemporânea. 

 

Em linhas gerais o bacharelado de ciências sociais pretende formar profissionais habilitados que atuem em torno dos seguintes objetivos:

      GERAIS:

 

  • Propiciar uma formação teórico-metodológica básica consistente em torno dos eixos que integram a identidade do curso (Antropologia, Ciência política e Sociologia);
  • Fornecer instrumentos para estabelecer relações com a pesquisa e a prática social;
  • Criar uma estrutura curricular interdisciplinar que estimule a autonomia intelectual, a capacidade analítica dos alunos e uma ampla formação humanística;
  • Compreender e valorizar a múltipla e complexa formação histórica da realidade social e a busca de respostas para problemas da sociedade contemporânea.

 

         ESPECÍFICOS:

  • Desenvolver pesquisas nas áreas de Ciências Sociais;
  • Planejar, realizar pesquisas, prestar consultorias e assessorias de caráter social, político, cultural e socioambiental;
  • Promover a pesquisa e a extensão, dirigidos ao entendimento dos interesses locais, regionais ou nacionais;
  • Formular e coordenar programas de ação social, visando a minimizar impactos sobre os modos de vida e a cultura das populações locais;
  • Contribuir para as mudanças sociais necessárias à construção de uma sociedade mais crítica, justa e humana;
  • Questionar os modelos sociais vigentes, apresentando discussões e debates para chegar, junto à comunidade, a propostas que colaborem para a melhoria dos aspectos sócio-históricos e econômicos da região.
 
Mercado de Trabalho
 

Setor Privado:

Assessorando empresas a partir de análises especificas a partir de levantamentos quantitativos e qualitativos sobre o perfil cultural de colaboradores, clientes. Além disso, também realizar pesquisas de mercado e de opinião voltados a empresa ou ainda estudos sobre sustentabilidade ou de impacto social em casos específicos.

Outro foco do profissional formado bacharel está na sua atuação em ONGs e movimentos sociais organizados para realização de projetos específicos de captação e efetivação de recursos no campo social.

Os profissionais formados na área também podem atuar em institutos de pesquisa realizando surveys variados de opinião pública. Aos que aprimorarem no campo digital a partir de cursos específicos também podem operar com a mineração de dados e nos big data realizando mapeamento de dados a partir da internet e redes sociais buscando analisar relações e comportamentos dos indivíduos na era digital.

Além disso, também é possível trabalhar para empresas como consultores de política e agentes de relações institucionais e governamentais fazendo mediação dos interesses das empresas no acompanhamento do sistema político e econômico.      

Setor Público:

Os profissionais que buscam o setor público têm como algumas das possibilidades a atuação como profissionais em órgãos, ministérios, secretarias ou departamentos de governo específicos em âmbito federal, estadual ou municipal. Alguns dos órgãos que atualmente têm contratado formados na área a partir de concurso público são a FUNAI e ABIN, IPHAN, entre outros órgãos.  Outro campo de atuação é a docência no ensino superior, que também pode ser no setor privado, porém, neste caso é necessária a verticalização, ou seja, cursar, especialização, mestrado ou doutorado.

Enquanto profissional liberal

Os formados bacharéis poderão fazer assesoria parlamentar de vereadores, deputados estaduais e federais ou de senadores, bem como assesoria a partidos partidos. Além disso, poderão assinar documentos sobre impactos sociais relacionados a ocupações irregulares, deslocamentos de pupulaçoes ribeirinhas pela criação de usinas e barragens entre outras atividades inerentes a sua formação. Os graduados bacháreis poderão socilitar atráves das Delegacias Regionais do Trabalho - DRTs o registro de sociólogo ou socióloga  em suas respectivas carteirais de trabalho. Estas delegacias farão o registro e fornecerão um número e cartão para atuação como profissional da área. Informações sobre o procedimento completo encontram-se no link abaixo: 

http://sirpweb.mte.gov.br/sirpweb/pages/solicitacoes/solicitarRegistro.seam 

Em síntese o profissional Bacharel em Ciências Sociais esta habilitado para:
  • desenvolver pesquisa em sua área de formação;
  • atuar em empresas públicas e privadas, organizações da sociedade civil, entidades públicas e privadas;
  • desenvolver assessoria, consultoria, planejamento, projetos;
  • prestar serviços na área específica de sua formação básica: Sociologia, Antropologia e Ciência Política;
  • utilizar os dados resultantes de pesquisas para a melhor elaboração de políticas públicas que atendam a realidade regional e nacional.
  • atuar nos setores de pesquisas;
 
Informações sobre a formação:
 
Título conferido: Bacharel em Ciências Sociais (20 vagas).
Situação legal: reconhecido
Integralização: mínima: 4 anos/ máxima: Licenciatura: 7 anos
Turno: noturno
Regime: presencial
Tipo de ingresso: Processo seletivo -  (ENEM/SiSU)
 
 

 

Indígenas

Negros

Geral

Ano

Vagas

Insc.

C/V

Vagas

Insc.

C/V

Vagas

Insc.

C/V

2013 (L/B)

4

6

1,5

8

45

5,6

L/B:40

269

6,7

2014

2

3

1,5

4

20

5,0

20

120

6,0

2015

4

20

5,0

2

3

1,5

20

152

7,6

2016

2

0,0

0

4

25

6,3

20

130

6,5

2017

2

6

3,0

4

18

4,5

20

115

5,8

 
 
Maiores informações:
 
Federação Nacional dos sociólogos:
 
Associação Brasileira de Ensino de Ciências Sociais: https://abecs.com.br/ 
Associação Brasileira de Antropologia: http://www.portal.abant.org.br/ 
Associação Brasileira de Ciência Política: https://cienciapolitica.org.br/ 
Sociedade Brasileira de Sociologia: http://www.sbsociologia.com.br/2017/home.ph
 
Outras informaçoes sobre a profissão consulte o Guia do Estudante: http://guiadoestaudante.abril.com.br
 
 
 
 
 
 



Notícias e Eventos
Professores
Disciplinas
Projeto Pedagógico
Estágio & TCC / Monografias
Fotos
Projetos do curso
Links, Arquivos e Publicações
Manual Acadêmico
Calendário Acadêmico