Pedagogia

Licenciatura

Projetos

Projetos de Pesquisa em Desenvolvimento

1) Projeto de Pesquisa: Memória, sociedade e educação em Mato Grosso do Sul.
Coordenador: Prof. Dr. Ademilson Paes Batista
Descrição: A presente proposta tem como escopo, desenvolver e agregar investigações no âmbito da história da história da educação sul-mato-grossense, vinculada por sua vez, às iniciativas de acadêmicos de graduação, de especialização e do curso de Mestrado em Educação (PPGEDU-Paranaíba). Fomentando, para tanto, pesquisas sobre temas como a formação de professores, instituições sociais e educativas, escolarização da infância, diversidade, gênero entre outros, mas por meio da fala de sujeitos e indivíduos que por suas trajetórias contribuam de alguma forma para a compreensão mais real da sociedade da qual encontram-se inseridos.
2) Projeto de Pesquisa: Os novos bandeirantes de São Paulo nos anos 1930: o projeto político de Fernando de Azevedo e do grupo d'O Estado de S. Paulo para a educação brasileira (1929-1950)
Coordenador:Prof. Dr. Diogo da Silva Roiz
Descrição: Em função da crise estrutural que se desenrolou entre 1929 e 1932, na qual São Paulo perderia sua hegemonia política e econômica perante a Nação, e em seu lugar se daria uma verdadeira remodelação das camadas dirigentes do país, onde se destacaria o papel de Getúlio Vargas (1930-1945), que se formaria um conjunto de estratégias políticas e culturais, entre políticos e letrados de São Paulo, com vistas a contornarem a situação a que se encontrava tanto o Estado quanto o país (Cf. MICELI, 1989; GOMES, 1996, 2009; MATE, 2002). É neste contexto preciso que se desenvolveu o projeto político e cultural do grupo dirigente d?O Estado de S. Paulo, onde se destacaria as ações de Fernando de Azevedo, Júlio de Mesquita Filho e Armando de Salles Oliveira (Cf. CARDOSO, 1982; ROIZ, 2009). Tendo em vista essas questões propomos estudar neste projeto de pesquisa como Fernando de Azevedo e o grupo dirigente d?O Estado de S. Paulo (onde se destacaria a ação de Júlio de Mesquita Filho e Armando de Salles Oliveira) propuseram um conjunto de medidas para alcançar o desenvolvimento (econômico, cultural e social) e a recuperação da autonomia (política e econômica) do Estado de São Paulo. Para que isso fosse possível eles esboçaram um projeto político e educacional articulado com o movimento da escola nova, no qual a formação de educadores, a abertura de escolas e salas de aula, bem como a criação de universidades, esteve em sua base no período de 1929 a 1950.
3)Projeto de Pesquisa: História do ensino de leitura e escrita na escola primária (Paranaíba/MS. 1950-1960): Vamos Estudar?
Coordenadora: Profa. Dra. Estela Natalina Mantovani Bertoletti
Descrição: Neste projeto de pesquisa, com objetivo de contribuir para a produção de uma história do ensino de leitura e escrita na escola primária do estado de Mato Grosso do Sul e do Brasil, propõe-se o exame da série de livros didáticos Vamos Estudar?, de Theobaldo Miranda Santos (1904-1971), que circulou na escola primária Página 1 de 4 no município de Paranaíba/MS, durante os anos de 1950 e 1960. Para sua execução, propõe-se a análise da configuração textual da série, e análise das apropriações e da utilização pelos professores, entre os anos de sua circulação. Assim, pretende-se uma análise do sentido desse material didático para ensino de leitura e escrita nas práticas escolares da escola primária em Paranaíba, em sua especificidade, como criação da própria escola, nela e para ela, compreendendo o projeto do autor e do editor e sua recepção pelo professor.
4)Projeto de Pesquisa: Políticas de Currículo, desigualdade e gênero: Um estudo crítico sobre currículo e justiça curricular
Coordenadora: Profa. Dra. Lucelia Tavares Guimarães
Descrição: Esse projeto tem como objetivo realizar um estudo sobre as políticas de currículo no Brasil no sentido de verificar em que medida as políticas de currículo implementadas no país tem se configurado como uma política que visa a justiça curricular. Importa verificar de que forma o Estado brasileiro tem atuado no combate a desigualdade de gênero ao realizar reformas educacionais e curriculares que visem a equidade de gênero. Tem-se como objetivo fazer uma análise das reformas educacionais e curriculares; um mapeamento das políticas implantadas e implementadas desde 2003 a 2018 no sentido de identificar as forças sociais hegemônicas e contra-hegemônicas; analisar os projetos políticos em disputa para se pensar em um currículo como justiça curricular e o enfrentamento da desigualdade de gênero, principalmente em um período, em que as questões de gênero vem sofrendo vários ataques conservadores e neoconservadores no campo da educação no país quando se discute a ideologia de gênero. Verificar as contradições desse processo, os limites e as potencialidades das ações do Estado brasileiro. Do ponto de vista metodológico optou-se por uma pesquisa de abordagem qualitativa em educação a partir de uma perspectiva crítica. Adotou-se como referencial teórico as teorias críticas em currículo tendo como principal referencial Michael Apple; as teorias críticas do feminismo crítico tendo Heleieth Safiotti e Nancy Fraser como principal referencial. Do ponto de vista da análise dos dados trabalharemos com a análise do conteúdo.
5) Projeto de Pesquisa: DESENVOLVIMENTO DA FUNÇÃO SIMBÓLICA A PARTIR DO ENSINO DAS DIFERENTES LINGUAGENS
Coordenadora: Profa Dra. Maria Silvia Rosa Santana
Descrição: O projeto aqui apresentado tem sua origem nos estudos e pesquisas realizados junto ao GEPPE (Grupo de Estudos e Pesquisas em Práxis Educacional), criado em 2007 e certificado pelo CNPq desde 2013, especificamente em sua linha de pesquisa "Teorias e Práticas Educacionais". Também se origina nos estudos desenvolvidos pelos proponentes, especialmente da coordenadora, junto à disciplina e orientações desenvolvidos junto ao Programa de Pós-Graduação - Mestrado em Educação e, recentemente, pelo "Centro de Pesquisa, Ensino e Extensão em Educação" (CEPEED). Trata-se, portanto, de uma parceria entre professores de diferentes IFES (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul -UEMS, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul - UFMS) e Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP/Marília) a ser desenvolvida com professores e alunos da Educação Básica, especificamente das séries iniciais, de uma escola da rede estadual do município de Paranaíba/MS. O objetivo consiste em analisar, sob a perspectiva do enfoque histórico-cultural, o desenvolvimento da função simbólica na criança a partir do ensino das diferentes linguagens, contribuindo com o estudo didático formativo dos professores acerca dos pressupostos e implicações pedagógicas desta teoria. Para tanto recorremos ao experimento didático formativo que está fundamentado no argumento básico de Vygotsky (1991) de que sob a visão materialista dialética, a experimentação é um procedimento que se realiza como processo de captar, compreender e explicar o movimento que dá origem às funções psicológicas humanas, ou seja, movimento pelo qual o ser humano atua na realidade, criando-a e, ao mesmo tempo, recriando-a. O procedimento consiste na elaboração, execução, acompanhamento e avaliação de proposta de intervenção pedagógica elaborada pelos pesquisadores juntamente com o professor, delineando objetivos e ações. Neste contexto a metodologia a ser utilizada consiste em um experimento didático-formativo fundamentado na perspectiva da teoria histórico-cultural com o objetivo de desenvolver a função simbólica na criança a partir do ensino das linguagens. Este procedimento metodológico é considerado didático-formativo: didático por fomentar uma intervenção pedagógica e formativo por contribuir com a formação continuada do professor e fomentar o desenvolvimento de ações mentais dos alunos. A pesquisa pretende contribuir para o ensino superior e, principalmente, na formação de um quadro de professores de uma escola da Educação Básica capaz de elaborar sua prática pedagógica sobre uma sólida base teoria promovida pelo enfoque histórico-cultural.

6) Projeto de Pesquisa: Educação, ensino de literatura e ensino de linguagens: questões sobre estética, ética e autonomia em tempos de tecnologias digitais e início da era das inteligências artificiais.

Coordenador: Prof. Dr. Lucilo Antonio Rodrigues

Descrição: A presente pesquisa tem por objetivo a investigação e reflexão sobre a estética, ética e autonomia no âmbito da Educação, da Literatura, da linguagem e das tecnologias digitais. O ponto de partida deste trabalho está ancorado nos estudos realizados sobre o 'Blended Learning', concretizados em dois projetos de pesquisa já concluídos. No projeto anterior buscamos colocar em prática uma estratégia de ensino que denominamos Estratégia da Reprodutibilidade Transformativa que foi desenvolvida no projeto de pesquisa dedicado ao 'Blended Learning'. Neste projeto buscaremos avançar no âmbito teórico tendo como base todos os resultados (ainda em andamento) sobre o 'Blended Learning'. A nossa concepção de 'Blended Learning' não se restringe à Educação à Distância, mas se baseia na própria dinâmica da educação mista que é promover o diálogo entre diferentes espaços, diferentes tecnologias e diferentes abordagens teóricos/pedagógicas. As bases desta proposta se encontra no artigo 'Uma nova proposta para o conceito de Blendend Learning', disponível na internet e que atualmente consta com 20 citações no Google. O que se pretende é aprimorar o conceito para que seja aplicável em situações mais amplas possíveis, justamente por isso, chamo a atenção para o âmbito da Educação que será estudada em sua dimensão geral e específica. Desse modo, os temas relativos à Estética, Ética e Autonomia ganham relevo na medida em que extrapolam o limite da sala de aula. É importante ressaltar que neste projeto buscaremos abordar também questões relativas a um fenômeno relativamente novo que é a Disponibilização de aplicativos inteligentes nos smartfones (IA).

7) Projeto de Pesquisa: A ALFABETIZAÇÃO E OS ALFABETIZADORES: ENSINO, APRENDIZAGEM DA LINGUAGEM ESCRITA, FORMAÇÃO E EXERCÍCIO DA DOCÊNCIA

Coordenadora: Profa. Dra. Milka Helena Carrilho Slavez

Descrição:  Os anos iniciais do Ensino Fundamental, especialmente os três primeiros, representam a principal etapa no processo de alfabetização. Consequentemente exige-se do professor que atua nessas turmas, conhecimentos específicos sobre os aspectos que envolvem a alfabetização e competências para promover o aprendizado da linguagem escrita. A complexidade dessa etapa desperta a instigante tarefa de delinear a cultura alfabetizadora na região costa leste de Mato Grosso do Sul, para contribuir com a formação de professores alfabetizadores. Desse modo, o presente projeto de pesquisa que objetiva realizar investigações acerca dos aspectos que envolvem a alfabetização e os alfabetizadores:ensino, aprendizagem da linguagem escrita, formação e exercício da docência na região costa leste de Mato Grossos do Sul visa fornecer elementos para a compreensão da cultura alfabetizadora em âmbito regional e contribuir com a formação inicial de alfabetizadores buscando resposta às questões norteadoras da investigação. Considera-se como pressupostos teóricos os estudos sobre alfabetização Soares (2007), sociologia da cultura Williams (2008) socialização primária e secundária Berger e Luckmann (2003), socialização profissional docente Dubar (1997) e o fator tempo na constituição dos saberes e da identidade profissional Tardif e Raymond (2000). A pesquisa, de abordagem qualitativa, se efetivará por meio de questionários, entrevistas com professores alfabetizadores de escolas públicas na região costa leste de Mato Grosso do Sul, e ainda, análise de livros didáticos, de literatura, documentos oficiais que trazem orientações sobre alfabetização elaborados em âmbito nacional, estadual, municipal e os projetos político-pedagógicos das escolas.
    

 
 



Notícias e Eventos
Professores
Disciplinas
Projeto Pedagógico
Estágio & TCC / Monografias
Fotos
Projetos do curso
Links e Arquivos
Publicações
Galeria de ex-professores
Manual Acadêmico
Calendário Acadêmico