Fundect premia pesquisadores que se destacaram em 2021

Por: Rubens Urue | Postado em: 27/10/2021

Vice-reitora da UEMS, Celi Neres, com a grande premiada, profa. Dra. Claudia Andrea, e finalistas

O “Prêmio Fundect Pesquisador Sul-Mato-Grossense” apresentou nesta quarta-feira (27) os pesquisadores que foram destaques em 2021, no Estado. Os candidatos surgiram de indicações dos dirigentes máximos das Instituições de Ciência e Tecnologia da qual fazem parte e se dividiram em duas categorias: Pesquisador Destaque e Pesquisador Inovador.

As categorias foram subdivididas. Pesquisador Destaque reconheceu os três melhores das áreas das Ciências da Vida, Ciências Exatas e Ciências Humanas), enquanto a categoria Pesquisador Inovador, reconheceu trabalhos de Inovação para o setor empresarial e Inovação para o setor público. Em cada uma destas subcategorias, o 1º lugar recebeu R$10 mil reais, 2º lugar R$5 mil reais e 3º lugar, R$3 mil reais.

A Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS) teve três integrantes de seu quadro de docentes efetivos dentre finalistas da premiação: dois nomes na categoria Pesquisador/a Destaque: Claudia Andrea Lima Cardoso (Ciências Exatas) e Marcos Antônio Bessa Oliveira (Ciências Humanas). E um docente na categoria Pesquisador Inovador: Yzel Rondon Súarez (Inovação para o Setor Empresarial). Dentre os nomeados para a final, a pesquisadora Cláudia Andrea conquistou o 1º lugar na categoria Destaque, sendo a grande vencedora na área de Ciências Exatas.

Nas palavras da pesquisadora premiada, "a ciência é dedicação, empenho, perseverança e, acima de tudo, muito estudo. Os seus ensinamentos são marcantes e eternizados na cura de doenças, desenvolvimento de vacinas, novas tecnologias, entre outras áreas. Sou muito grata pela oportunidade de desenvolver pesquisas, ensinar e espalhar, junto com os parceiros, a ciência desenvolvida no MS pelo mundo". A profa. Dra. Claudia Andrea agradeceu à FUNDECT pela criação do Prêmio de Pesquisador Destaque e à UEMS pela indicação para concorrer a esse prêmio. "Dedico esse prêmio aos meus alunos, que são minha fonte de inspiração e as pessoas que me fazem aprender diariamente com novos desafios", destacou a docente da UEMS.

Profa. Dra. Claudia Andrea foi a grande vencedora na categoria Pesquidor/a Destaque. Na foto, ao lado da vice-reitora da UEMS, profa. Dra. Celi Correa Neres

A vice-reitora da UEMS, profa. Dra. Celi Correa Neres, representou a Instituição na solenidade e proferiu elogios ao Governo do Estado, por intermédio da Fundect, na figura de seu presidente, prof. Dr. Márcio de Araújo Pereira. "Neste evento tão importante para a pesquisa e a ciência no MS, parabenizo todos os finalistas e os pesquisadores premiados. Esta iniciativa é muito importante e demonstra a seriedade com que o Governo do MS, via Fundect, tem trabalhado. Os investimentos crescentes em pesquisa, ciência e tecnologia são prova disso. Mato Grosso do Sul, mais uma vez sai na frente, com os recursos destinados a essa área", ressaltou Celi.

Titular da Semagro, o secretário Jaime Verruck destacou que o objetivo da Fundect, de criar uma premiação, inclui dar visibilidade à ciência e tecnologia de Mato Grosso do Sul, além de consolidar toda a política de desenvolvimento de inovação que tem permitido ao Estado cumprir com seu papel e gerar conhecimento.

"Estamos consolidando Mato Grosso do Sul como importante gerador de inovação e pesquisa no país e a premiação permite que a gente reconheça que todo o processo de desenvolvimento econômico está baseado na capacidade que a gente tenha de educação e para isso, precisamos de pessoas capacitadas e envolvidas com a pesquisa. Premiar é reconhecer a geração de conhecimento no estado".

Durante a cerimônia de premiação, o secretário adjunto da Semagro, Ricardo Senna, destacou a meta do Governo de MS de tornar o estado em área de Carbono Neutro, até 2030 e o papel da ciência. “Fomos o primeiro estado a institucionalizar essa política no Brasil e isso chamou a atenção, ganhamos respaldo internacional [...] Estamos trabalhando em uma mudança de paradigma no desenvolvimento do estado. E essa mudança não se suporta se a gente não trouxer a ciência e a pesquisa junto. Falamos de uma reformulação de modelo de desenvolvimento que precisa ter o suporte do conhecimento, da técnica, para que possa se concretizar”.

Mesa de autoridades durante a Premiação da Fundect em parceria com o Governo do Estado de MS. Premiação reconhece as pesquisas de destaque no Mato Grosso do Sul

O diretor-presidente da Fundect Prof. Márcio de Araújo Pereira, fez apontamento sobre o momento sanitário, valorizando os cientistas na busca por soluções de problemas sociais. “Nunca a ciência esteve tão bem falada e chamada para resolver um problema da sociedade”, pontuou. “Somos o segundo colocado em pagamento de bolsas de pesquisa, no Brasil, e estamos crescendo muito em publicações. Isso quer dizer que trabalho e pessoas competentes com ferramenta adequada dão resultado”, sinalizou ao parabenizar todos os pesquisadores de MS e lembrar da necessidade da pesquisa estar presente em todos os níveis, desde o ensino médio ao pós doutorado.

Celi Correa Neres (vice-reitora da UEMS), Márcio de Araújo Pereira (presidente da Fundect, à esq. da foto) e os docentes da UEMS que participaram da solenidade

Também participaram da cerimônia de premiação o reitor da UFMS, Marcelo Turine; e o reitor da UCDB, padre José Marinoni.

Confira abaixo os premiados em cada categoria e subcategoria:

Pesquisador Destaque – Ciências da Vida
Julio Croda (Fiocruz) – 1º Lugar
Octávio Franco (UCDB) – 2º Lugar
Gustavo Graciolli (UFMS) – 3º Lugar

Pesquisador Destaque – Ciências Exatas
Claudia Andrea Lima Cardoso (UEMS) – 1º Lugar
Paula Loureiro Paulo (UFMS) – 2º Lugar
Naji Rajai Nasri Ama (UCDB) – 3º Lugar

Pesquisador Destaque – Ciências Humanas
José Licínio Backes (UCDB) – 1º Lugar
Fabiany de Cássia Tavares (UFMS) – 2º Lugar
Marcos Antônio Bessa-Oliveira (UEMS) – 3º Lugar

Pesquisador Inovador – Inovação para o setor empresarial
Adilson Beatriz (UFMS) – 1º Lugar
Ludovico Migliolo (UCDB) – 2º Lugar
Yzel Rondon (UEMS) – 3º Lugar

Pesquisador Inovador – Inovação para o setor público
Michel Angelo Constantino (UCDB) - 1º Lugar
Carlos Ricardo Fietz (CPAO) – 2º Lugar
Edson Antônio Batista (UFMS) – 3º Lugar

Com informações de Jackline Fermau (Comunicação Fundect)


Anexos: