Cerca de 300 alunos da UEMS são beneficiados com refeição diária

Por: Tatiane Queiroz | Postado em: 13/04/2018

Alunos passaram a receber uma refeição diária (Foto: Renan Guilherme/ UEMS)

Aproximadamente 300 alunos das Unidades da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS) em Aquidauana, Cassilândia e Dourados passaram a receber, neste mês de abril, uma refeição diária (almoço). O objetivo do benefício é auxiliar na permanência dos alunos na Universidade, principalmente daqueles alunos matriculados nos cursos presenciais e integrais.  

“É uma grande conquista. Uma conquista da Instituição e uma conquista dos alunos, para que eles possam ter um aprendizado de qualidade e para que possamos garantir, cada vez mais, a permanência dos nossos discentes na nossa instituição”, afirmou o vice-reitor da UEMS, Laércio Alves de Carvalho.

Os alunos beneficiados com a refeição diária foram selecionados por meio do “Edital Marmitex”, executado pela Pró-Reitoria de Extensão, Cultura e Assuntos Comunitários (PROEC). Nesta semana, os acadêmicos participaram de uma reunião e assinaram um termo de compromisso para o recebimento das refeições. As Unidades contempladas pelo Edital foram Aquidauana, Cassilândia e Dourados.

A Pró-reitora Márcia Alvarenga destaca que o objetivo do benefício é auxiliar na permanência, principalmente daqueles alunos matriculados nos cursos de períodos integrais.  “Contemplamos essa Unidades por entendermos que elas ficam afastadas do centro das cidades e por que possuem cursos em períodos integrais”, explicou.

As refeições, que são custeadas com recursos do Programa Nacional de Assistência Estudantil (PNAEST), são ofertadas aos alunos por meio de marmitex. São 117 para a Unidade Universitária de Aquidauana, 29 para a Unidade Universitária de Cassilândia e 146 marmitex para a Unidade Universitária de Dourados.

“O marmitex é um avanço muito grande pra Universidade porque ajuda muito os alunos. Se eu tiver uma prova, por exemplo, eu não preciso me preocupar com a minha alimentação, porque sei que vou ter uma comida de qualidade disponibilizada pela Universidade”, explicou a aluna do curso de Enfermagem, Gabriela dos Santos Barbosa.