Com emoção e alegria, UEMS forma primeira turma de idosos da Unami

Por: Eduarda Rosa | Postado em: 07/12/2017

Primeira turma de formandos da Unami

“Juro: Dedicar minha vida ao meu desenvolvimento pessoal, com consciência e dedicação. Afirmo que as dificuldades não serão obstáculo para frear meu entusiasmo, minha vontade de viver e aprender, de sorrir e abraçar que movem para uma vida saudável”.  Os vinte formandos da Universidade Aberta da Melhor Idade (Unami) juraram, com ênfase, na cerimônia de formatura que ocorreu nesta quarta-feira (06), na Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), em Dourados.

Emma Elcira Aguilera Castilho, de 73 anos, já havia se formado em Pedagogia, em 1980, mas mesmo assim o frio na barriga imperava. “Desde ontem estou sentindo frio na barriga, esta noite não dormi nada. Estou muito feliz da vida, pois é uma nova etapa da minha vida e esses quatro anos foram muito bons para mim, principalmente, depois da cirurgia de retirada do câncer que eu fiz quando estava primeiro ano de aulas. Enfrentei tudo numa boa, continuei e estou aqui findando os meus quatro anos”, ressaltou a alegre senhora.

Aos 74 anos, Hildebrando Albano Paiva, conta que pode aprender muito durante o curso. “Eu era uma pessoa antes da Unami, agora eu sou outra pessoa após a Unami. Eu mudei muito depois que entrei na Universidade, aprendi muitas coisas, até como me alimentar melhor, tivemos palestras sobre homeopatia, plantas medicinais, sobre economia no lar, como melhorar o planeta”, destacou o líder da turma.

Momento do juramento da turma

Os filhos, netos, demais familiares e amigos, puderam presenciar a fala da oradora da turma, Cleonice Messias dos Anjos, que ressaltou que o momento é de celebração de uma conquista que era de todos. “Aqui também é um espaço terapêutico, ele cura muitas tristezas da gente, muitas angústias, porque cura o equilíbrio físico, mental, espiritual e social. Não tivemos dúvidas que a escolha foi certa, esta escolha que nós fizemos, de ser a primeira turma foi a mais certa que teve”, confirmou Cleonice.

A coordenadora do projeto, Márcia Alvarenga, lembrou que a Unami começou após ser questionada em uma conferência municipal em defesa dos direitos da pessoa idosa, em 2011, sobre o porquê da não existência do projeto.

“Foi a dona Alcinda Rodrigues Oliveira que levantou a mão e questionou o prefeito da época, ele jogou a pergunta para mim. Ali nos comprometemos a pensar no projeto e em 2014 iniciou a primeira turma.  São nesses momentos de leitura da sociedade que a universidade, principalmente a universidade pública, tem que cumprir o seu papel, de ver qual é a necessidade da sociedade e dar uma resposta”, enfatizou, Márcia Alvarenga.

Todos com os certificados em mãos

Os três filhos de Alcinda estiveram presentes da formatura e a filha, Zilda Aparecida Rodrigues, ressaltou sobre a emoção e o apoio dado à mãe. “Eu acho muito bacana, é uma forma de incentivar pessoas novas que desistem de estudar, de ir para uma escola, uma faculdade. E para eles que estão nessa idade é algo a fazer para não ficar só em casa, desistir de tudo, mas ir para a luta. E estudar sempre é bom, conhecer pessoas novas e interagir”, disse.

A professora, Márcia Medeiros, homenageada como paraninfa da turma contou em seu discurso um pouco dos momentos vividos e aprendidos com os idosos. “Este talvez seja o discurso mais complexo e deveria ser o discurso mais completo, por tudo que eu aprendi com vocês, por todas as coisas maravilhosas que vocês me ensinaram, por todas as tardes memoráveis que nós passamos juntos. Cada pessoa que passa pela gente carrega da gente um pedacinho e deixa com a gente um pedacinho, por isso que todos nós somos grandes colchas de retalhos construídos pelas lembranças, pelos momentos agradáveis e alguns nem tanto que nós passamos com as pessoas que nos constroem. Eu fico imensamente feliz por estar sendo construída por todos vocês!”, finalizou emocionada.

Formandos com os professores

Homenageada como patrona da turma, Lourdes Stefanello, professora de educação física, que ministra aulas de alongamento e prepara as coreografias do grupo, destacou que os alunos tiveram grande melhora física ao longo dos anos. “Nós queremos, realmente, é que as pessoas tenham saúde física, mental, social etc, porque isso é muito importante na vida de todos nós”.

 A Pró-reitora de Desenvolvimento Humano e Social, Adriana Rochas, representando o reitor da UEMS, Fábio Edir dos Santos Costa, afirmou ser uma honra e alegria para a Universidade realizar esta formatura. “Fui ministrante de duas disciplinas e nós percebemos que estávamos ali não só para ensinar, mas para aprender. Uma oportunidade de trocar experiências e aprender um pouco mais com a equipe da UEMS comprometida com a Unami. Foram dias de melhores vivências, mais positivas para as nossas existências. Isso foi muito importante do que a Universidade pode entregar e hoje estamos coroando”.

Todos os alunos, professores, acadêmicos e colaboradores da Unami


Anexos: