Das 61 graduações da UEMS, 47 são estreladas pelo Guia da Faculdade

Por: Eduarda Rosa | Postado em: 25/10/2021

O Guia da Faculdade 2021, em parceria entre a Quero Educação e o jornal O Estado de S. Paulo, divulgou a lista de cursos estrelados, neste domingo (24/10), após avaliação de mais de 16 mil cursos de graduação de todo o Brasil. A Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), dos seus 61 cursos de graduação (presenciais e a distância), teve 47 estrelados (36 com quatro estrelas e 11 com 3 estrelas).

Cursos com 4 Estrelas: História (Licenciatura) – Amambai; Ciências Sociais (Licenciatura) – Amambai; Agronomia (Bacharelado) – Aquidauana; Engenharia Florestal (Bacharelado) – Aquidauana; Zootecnia (Bacharelado) – Aquidauana; Geografia (Bacharelado) - Campo Grande; Geografia (Licenciatura) - Campo Grande; Letras (Bacharelado) - Campo Grande; Letras (português/inglês e suas literaturas) (Licenciatura) - Campo Grande; Medicina (Bacharelado) - Campo Grande; Pedagogia (Licenciatura) - Campo Grande; Turismo (Bacharelado) - Campo Grande; Agronomia (Bacharelado) – Cassilândia; Letras (português/inglês) (Licenciatura) – Cassilândia; Matemática (Licenciatura) – Cassilândia; Ciência da Computação (Bacharelado) – Dourados; Ciências Biológicas (Bacharelado) – Dourados; Ciências Biológicas (Licenciatura) – Dourados; Enfermagem (Bacharelado) – Dourados; Engenharia Ambiental e Sanitária (Bacharelado) – Dourados; Administração (Bacharelado) - Ponta Porã; Administração (Bacharelado) – Maracaju; Ciências Contábeis (Bacharelado) - Ponta Porã; Ciências Sociais (Licenciatura) – Paranaíba; Direito (Bacharelado) – Paranaíba; Química (Licenciatura) – Naviraí; Matemática (Licenciatura) - Nova Andradina; Ciências Biológicas (Licenciatura) - Mundo Novo; Ciências Biológicas (Licenciatura) – Ivinhema; Letras (português/inglês) (Licenciatura) – Jardim; Letras (português/espanhol) (Licenciatura) – Dourados; Matemática (Licenciatura) – Dourados; Química (Licenciatura) – Dourados; Química Industrial (Bacharelado) – Dourados; Sistemas de Informação (Bacharelado) – Dourados; Turismo (Bacharelado) – Dourados.

Cursos com 3 Estrelas: Direito (Bacharelado) – Dourados; Engenharia Física (Bacharelado) – Dourados; Física (Licenciatura) – Dourados; Administração Pública (Bacharelado) – EaD; Geografia (Licenciatura) – Jardim; Pedagogia (Licenciatura) – Maracaju; Direito (Bacharelado) – Naviraí; Engenharia de Alimentos (Bacharelado) – Naviraí; Ciências Sociais (Bacharelado) – Paranaíba;  Pedagogia (Licenciatura) – Paranaíba; Ciências Econômicas (Bacharelado) - Ponta Porã.

A vice-reitora da UEMS, Celi Correa Neres, destaca que as estrelas e constar no Guia da Faculdade é muito importante para a Universidade, porque o Guia é acessado por estudantes do Ensino Médio e dos cursinhos, de todo o Brasil, que vão almejar uma vaga na educação superior. “Quando a Universidade tem os cursos com as estrelas no Guia, ela tem uma janela aberta para a comunidade. Isso é resultado do trabalho de toda a gestão, dos cursos, dos docentes e desempenho dos acadêmicos que fazem os cursos terem uma qualidade cada vez melhor”, enfatizou.

Esta relação de cursos reúne exclusivamente os cursos que receberam 3, 4 e 5 estrelas como resultado da pesquisa do Guia da Faculdade em 2021. Todas as informações sobre o Guia da Faculdade 2021 poderão ser consultadas nos seguintes sites:
Quero Educaçãoquerobolsa.com.br/guia-da-faculdade
O Estado de S. Paulopublicacoes.estadao.com.br/guia-da-faculdade

 

Sobre a avaliação

Guia da Faculdade utiliza uma metodologia conhecida como "avaliação por pares" para analisar a qualidade de quase 16 mil cursos superiores em todo o Brasil. Nesse processo, a equipe do Guia atua como um instituto de pesquisa, colhendo a opinião de milhares de professores que atuam no Ensino Superior.

Entenda como funcionam as principais etapas desse trabalho:

Participação das Instituições de Ensino Superior
Todas as instituições de ensino superior cadastradas no Ministério da Educação (Universidades, Centros Universitários, Faculdades e Institutos) são convidadas a fazer parte do Guia da Faculdade.
As instituições, por meio de seus colaboradores, cadastram pela primeira vez ou atualizam as informações de divulgação, de contato e sobre seus cursos.


Cursos avaliados
Com base nessas informações a equipe do Guia indica quais serão os cursos que participarão do processo avaliativo. Para serem analisados em 2021, eles precisaram atender aos seguintes critérios:
. Ter a titulação de Bacharelado ou Licenciatura;
. Ter ao menos uma primeira turma com alunos já formados (até o final do ano de 2020);
. Ter ao menos uma turma em andamento.


O Guia da Faculdade seleciona os cursos de acordo com as cidades onde eles são oferecidos. Se a mesma instituição de ensino oferece o curso de Administração em várias cidades, por exemplo, cada um deles recebe uma nota específica.

A única exceção é no caso de diferentes ofertas de um mesmo curso dentro da mesma cidade. Nessas situações, apenas o curso mais antigo da instituição naquela cidade será avaliado.


Informações utilizadas
A partir de abril deste ano, o coordenador de cada curso que foi avaliado recebeu um questionário onde pôde apresentar as principais características da sua graduação, com foco em três aspectos:
. Corpo docente: perfil dos professores vinculados ao curso e dados quantitativos
. Projeto didático-pedagógico: características da proposta de ensino do curso
. Infraestrutura: características sobre o espaço físico, materiais e equipamentos oferecidos


Esse questionário serviu de base para os avaliadores emitirem suas notas para os cursos.


Avaliadores
Em 2021 contamos com mais de 9.500 coordenadores e professores do Ensino Superior que se cadastraram voluntariamente para atuar como avaliadores do Guia da Faculdade.

Estes docentes são acionados para dar notas aos cursos das suas áreas de formação e de instituições prioritariamente localizadas na mesma região do país na qual atuam.

Eles são convidados a dar três notas (de 1 a 5) para cada curso:
. Para a qualidade do corpo docente
. Para a qualidade do projeto pedagógico
. Para a qualidade da infraestrutura


Cada curso é distribuído para a análise de seis professores e, caso um ou mais deles declare sua impossibilidade de avaliá-lo, o curso será encaminhado a um novo docente disponível para completar o quadro de seis pareceristas.

Se mesmo após essa redistribuição não seja possível colher seis notas, o curso ainda assim será considerado avaliado se conseguir reunir um número mínimo de quatro notas válidas. Abaixo disso, ele será considerado “sem notas”.


Resultado final
O processo de tabulação dos resultados começa com o descarte da maior e da menor notas recebidas por cada curso. Das notas restantes, extrai-se a média numérica de cada curso em 2021.

O resultado numérico final de cada curso leva em conta ainda a média numérica que ele obteve nos dois últimos anos, com os seguintes pesos:
. Nota de 2021 - peso 3
. Nota de 2020 - peso 2
. Nota de 2019 - peso 1


Assim, a média das notas de 2021 (após o descarte) é somada à média das notas do curso em 2020 e em 2019.