Edital ‘Acelera UEMS’ recebe inscrições até 23 de maio

Por: Eduarda Rosa | Postado em: 20/04/2022

A Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (SEMAGRO), por meio da Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia do Estado de Mato Grosso do Sul (Fundect), em parceria com a Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), torna pública a Chamada Fundect/UEMS Nº 09/2022 - Acelera UEMS - Apoio a Ideias Inovadoras. O Edital tem o objetivo de selecionar e apoiar projetos de pesquisa que contribuam significativamente para o desenvolvimento científico-tecnológico do Estado de Mato Grosso do Sul, em qualquer área do conhecimento, e fortalecer a ação dos pesquisadores e Grupos de Pesquisa da UEMS.

O público alvo do Edital são docentes efetivos da UEMS, com período de submissões de propostas de 21/03/2022 a 23/05/2022, no SIGFUNDECT.

Clique aqui e confira a Chamada Fundect/UEMS Nº 09/2022

As propostas aprovadas serão financiadas com recursos executados pela FUNDECT, provenientes do Tesouro do Estado de Mato Grosso do Sul, conforme Acordo de Cooperação Técnico-Financeira UEMS/Fundect, Processo 71/044.169/2021, totalizando até R$ 2 milhões para despesas de custeio e capital.

A presente chamada apoiará apenas projetos de pesquisa que estejam alinhados com uma das Áreas de Resultados Diretos à Sociedade do Plano Plurianual de Mato Grosso do Sul (2020-2023), abaixo descritas, com as respectivas diretrizes, a partir da Lei 5.783, de 16/12/2021, publicada no DOE-MS de 17/12/2021 (página 2), que aprova a segunda revisão do Plano Plurianual para o período de 2020-2023:

  • EDUCAÇÃO: Qualidade de aprendizagem para todos; Melhoria do ambiente escolar; Permanência na escola; Cultura, políticas e práticas educacionais 
  • SAÚDE: Regionalização e ampliação do acesso; Fortalecimento da atenção e da vigilância em saúde; Aprimoramento da gestão no SUS 
  • JUSTIÇA E SEGURANÇA PÚBLICA: Preservação da vida e patrimônio; Reintegração social
  • DESENVOLVIMENTO HUMANO E SOCIAL: Assistência social; Direitos humanos; Trabalho, emprego e renda; Cidadania
  • CULTURA, ESPORTE E LAZER: Ampliação do acesso; Cultura local; Transformação social
  • CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO: Inovação tecnológica e científica; Empreendedorismo; Conectividade; Capital humano
  • MEIO AMBIENTE: Conservação; Gestão de recursos hídricos e naturais
  • INFRAESTRUTURA - Habitação popular - Mobilidade e transporte - Capacidade energética - Universalização do saneamento básico 
  • DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO - Diversificação e intensificação da produção - Fortalecimento da agropecuária e da agricultura familiar - Sanidade agropecuária - Inteligência logística - Turismo 
  • GESTÃO PÚBLICA - Transformação digital - Desenvolvimento de servidores - Equilíbrio fiscal - Parcerias estratégicas - Integridade e transparência - Gestão Estratégica 

Além de obrigatoriamente estar alinhada a exatamente uma das dez Áreas de Resultados Diretos à Sociedade elencadas acima, e uma das diretrizes, cada proposta poderá, opcionalmente, independente da área de conhecimento, estar alinhada ao escopo de Tecnologia Social. Para efeitos desta chamada, Tecnologia Social é entendida como um conjunto de técnicas, metodologias transformadoras, desenvolvidas e/ou aplicadas na interação com a população e apropriadas por ela, que representam soluções para inclusão social e melhoria das condições de vida.