Emoção e homenagens marcam Colação de Grau da UEMS em Campo Grande

Por: Emmanuelly Castro | Postado em: 20/03/2017

Reitor Fábio Edir em seu discurso aos formandos, professores e familiares

Na ultima sexta-feira (17) a Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS) realizou a Colação de Grau de 93 alunos dos cursos de Artes Cênicas e Dança (6), Letras/Habilitação Português Espanhol (17), Geografia/Licenciatura (24), Letras/Bacharelado (4), Letras/ Habilitação Português Inglês (12), Pedagogia (17) e Turismo (13), da Unidade de Campo Grande. A cerimônia foi marcada por muita emoção, pelas mensagens de encorajamento e historias de superação.

Histórias como a do casal Maria Nazareth Bezerra e Adenilson dos Santos Assunção. Ela formando em Letras/Espanhol e ele em Geografia superaram a distância para concluir os cursos. O casal mora em um assentamento rural em Sidrôlandia, que fica a 63 km de Campo Grande. Todos os dias, o casal deixava a residência às 14h para chagar na Universidade às 17h. Depois da aula, os dois chegavam em casa já de madrugada. “Foi muito difícil. Eu saia e deixava minhas filhas com vizinhos todos os dias. Só mesmo a compreensão dos professores pra ajudar a superar a distância e a falta de dinheiro”, conta emocionada Maria Nazareth.

A força para superar as dificuldades e concluir um curso de graduação se mistura a ideologia do casal. Para Adenilson dos Santos a experiência acadêmica foi muito importante pra reafirmar suas lutas. “O assentamento precisa de muitas coisas e a Universidade nos permite que a partir das pesquisas científicas, a gente possa comprovar cientificamente aquilo que nós pensamos. Nos permite transformar aquilo que é conhecimento da população local em conhecimento cientifico”, explica Adnilson.

Maria Nazareth e Adenilson Assunção com suas filhas

E é por historias de superação como essa, que existem em todos os cursos da UEMS, que o reitor da Universidade professor doutor Fabio Edir dos Santos Costa fez um discurso diferente. Em sua fala, Fabio valorizou a superação das dificuldades, das perdas, enaltecendo a vida e as chances que todos temos de sermos melhores a cada dia. “Hoje, diante de tudo o que temos testemunhado e aprendido, eu gostaria de propor uma reflexão musicalizada. No futuro, se vocês esquecerem dessas palavras ou das que foram ditas aqui, eu gostaria que lembrassem dessa canção”.

A apresentação da canção Tem-Bala ilustrou a intenção do Reitor, que emocionado finalizou: “Tudo que passamos na Universidade exige de nós esforço e dedicação. Parabéns por essa vitória. Vocês merecem todo nosso reconhecimento e nosso aplauso”.

Prosseguir nos estudos

Depois da graduação, seguir em frente e partir para uma pós-graduação. Esse é o pensamento de muitos formandos na última sexta-feira (17). Como Lucimara de Oliveira Calvis, oradora da Colação de Grau. Formando em Geografia, Mara (como gosta de ser chamada) já possui curso Tecnólogo em Marketing, Especialização em Educação Ambiental, mas não pensa em parar. Ela comemora a aprovação, em primeiro lugar, no Mestrado Profissional em Educação (Profeduc) da UEMS, em Campo Grande. “A graduação tem pé nisso (a aprovação em primeiro lugar). Porque os professores nos ensinam como pesquisar, como escrever um bom artigo, o que ler, pra que se possa refletir. A UEMS me ajudou muito a estar no mestrado hoje”, conta Mara, que tem como objetivo ser professora universitária.

Lucimara de Oliveira Calvis recebendo seu diploma das mãos do reitor Fábio Edir

Maria Nazareth, nossa personagem citada acima também não pretende parar. Ela já está dando aula em sua cidade e cursando uma especialização na UEMS. “Estou cursando a Pós-Graduação em Língua e Cultura Indígena e já estou matriculada como aluna especial do Mestrado Acadêmico em Letras, que pretendo cursar no próximo ano”, conta Maria Nazareth, que ainda completa: “A UEMS é a extensão da minha casa, da família”.

Crescimento Profissional

“Quem busca a educação pretende evoluir profissionalmente”. Este trecho do discurso da oradora Lucimara de Oliveira Calves traduz o objetivo de muitos formandos da UEMS, em Campo Grande. Felipe Rafael de Fança Santos, formado em Turismo pela UEMS/CG em 2014 ilustra isso. Ele trabalhou três anos em uma empresa de eventos na capital prestando serviços diários, sem vinculo empregatício. Depois de formado, Felipe foi contratado e hoje é gerente da empresa e nesta sexta-feira (17) estava coordenando a organização da formatura. “Até um tempo atrás eu era formando e hoje eu estou atendendo os formandos, acho isso bem legal”, comemora Felipe.

Sua trajetória já serve de espelho para outros alunos do curso. Andressa Moraes Silva, formanda em Turismo trabalha prestando serviço para empresa de Felipe. “Eu me espelho no Felipe. Para mim ele é um exemplo a se seguir. Pretendo me especializar pra também um dia estar gerenciando algo na área”, conta Andressa.

Felipe Rafael de Fança atendendo os formandos e seus familiares


Anexos: