Experiência bem sucedida na UEMS é aplicada em oficina para alunos de Medicina da UEL

Por: Emmanuelly Castro | Postado em: 07/10/2021

Estudantes de Medicina da UEMS e da UEL durante a oficina

Uma disciplina do cursos de Medicina da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS) foi transformada em oficina e oferecida aos alunos do mesmo curso na Universidade Estadual de Londrina (UEL). A parceria entra as Universidades garantiu o intercâmbio de aprendizado.

A disciplina de Introdução ao Fundamentos Científicos – IFC, ofertada no segundo ano do curso de medicina da UEMS e ministrada parcialmente pelo professor Dr. Ruberval Maciel, passou por uma adaptação. Os próprios 22 alunos que participaram da disciplina realizaram essa transformação, inclusive com a construção de um material didático. Cinco deles, junto ao professor Ruberval, participaram dos encontros virtuais pela plataforma Meet.

A oficina apresentada os alunos a UEL trouxe a linguagem oral e escrita de gêneros discursivos para acadêmicos em inglês, como abstract, paper, oral paper presentation. “O objetivo foi aprimorar os conhecimentos linguístico-discursivos na área de inglês para fins acadêmicos, ou seja, preparar os futuros médicos para aprendizado, apresentações e discussões usado a língua inglesa”, explica o professor Ruberval Maciel.

Para o estudante de Medicina Guilherme Trigo, da UEL, a oficina foi extremamente elucidativa, tanto no aprendizado do inglês, quanto na leitura e apresentação de materiais acadêmicos. “Fiquei muito surpreso com a capacidade dos professores e monitores de conciliar os dois temas em dois encontros. A oficina viabiliza o constante treino da fala e da escuta em inglês, estimulados pelo professor”, comentou Guilherme.

A iniciativa também colaborou com o aprendizados dos acadêmicos de Medicina da UEMS. Adriane Menezes participou como monitora da oficina achou o projeto enriquecedor por proporcionar o intercambio e a troca de conhecimento com alunos de outra Universidade. “Foi muito bacana e incentivador. Por que abrangeu uma temática super importante, que é a identificação e produção de material acadêmico em inglês”, disse Adriane.

A iniciativa da oficina partiu do International Federation of Medical Students' Associations (IFMSA) da UEL, através da professora Dra. Vera Cristoão, coordenadora do Laboratório Integrado de Letramentos Acadêmico-Científicos. Por se tratar de metodologia ativa, o número de vagas aos acadêmicos de Medicina da UEL foi restringindo a 30 participantes, com todas as vagas preenchidas.

Para o professor Ruberval Maciel, a parceria demonstrou um grande crescimento da UEMS frente a grandes Universidades do Brasil. “Trabalhar de forma colaborativa com uma Universidade que é pioneira em Metodologias Ativas como a UEL é muito importante. Estamos felizes por sermos reconhecidos pela nossa expertise de uma experiência de internacionalização como prática local, ao prever estratégias de preparar os alunos para discutir textos em inglês e capacitá-los para apresentação oral em formato internacional”, ressalta o professor Ruberval.