Pesquisa da UEMS resulta em material didático sobre história da divisão do Estado

Por: Emmanuelly Castro | Postado em: 14/09/2020

Uma pesquisa do Mestrado Profissional em História (PROFHISTÓRIA), da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), de Amambaí, resultou na criação de um Caderno de Atividades sobre a história da divisão do Estado. O material, voltado para alunos da Educação Básica, tem um enfoque no contexto político da época retomando todos os acontecimentos que culminaram na criação de MS.

A pesquisa foi realizada em sala de aula, característica do Mestrado Profissional, em que o pesquisador aplica sua pesquisa no ambiente escolar. Com a orientação da professora doutora Marinete Zacharias Rodrigues (UEMS), a professora Andréia de Arruda Machado criou um Caderno de Atividades com a intenção de suprir uma lacuna de conhecimento sobre a história do estado. Ao trabalhar a história da divisão do estado com os seus alunos da Escola Estadual Dr. Fernando Corrêa da Costa, Andréia percebeu que as informações se restringiam a datas e fatos superficiais, sem aprofundamento do contexto sócio-histórico.

“Nossos alunos não conhecem os aspectos mais importantes da história regional. Eles não conhecem direito como foi a Guerra do Paraguai, não conhecem a história da Divisão do Estado, desconhecem como que surgiram os municípios em Mato Grosso do Sul: quais são os municípios mais antigos, que vem desde a época da colonização e os que foram criados mais recentemente, já no século 20. Todo esse conhecimento faz parte da construção do novo Estado e isso que a Caderno de Atividades traz para a Educação Básica, já que faz parte do referencial curricular a BNCC”, relata a orientadora da pesquisa, professora Marinete Zacharias.

Para Andréia, o estudo da história regional proporciona a retomada da memória histórica da região e da nossa identidade. “Somos filhos do MS, pertencemos a esse lugar, com nossas características, costumes, sociedade, etc. Por meio da apropriação do conhecimento de formação do estado de Mato Grosso do Sul, os alunos expandem seu conhecimento histórico e, consequentemente a compreensão da relação sempre precária entre um passado dado e morto e o seu presente. Acreditamos que ao perceber e refletir sobre o período histórico da divisão do território que deu origem ao estado Mato Grosso do Sul, eles possam identificar elementos que influenciaram na construção das identidades individuais e coletivas em MS”, afirma a professora pesquisadora.

O Caderno de Atividades ainda não foi lançado e deverá ser apresentado a Secretaria de Estado de Educação, com sugestão para que seja distribuído para todas as escolas de MS.  “Esse material foi concluído no início do isolamento social provocado pela pandemia, então ainda não tivemos oportunidade de sentar para conversar para levar isso adiante para escolas da Educação Básica e para o Estado”, explica a professora Marinete.


Anexos: