Professores da UEMS podem participar do Projeto Rondon 2019

Por: Emmanuelly Castro | Postado em: 10/09/2018

A Pró-Reitoria de Extensão, Cultura e Assuntos Comunitários (PROEC) divulgou o Edital de seleção de professores da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS) para o Projeto Rondon Nacional - OPERAÇÃO “VALE DO ACRE” e “JOÃO DE BARRO”. O Projeto será nos estados do Acre e Piauí em julho de 2019.

Confira o Edital abaixo.

Cada Instituição de Ensino Superior poderá enviar apenas uma proposta para uma das duas Operações (“VALE DO ACRE” e “JOÃO DE BARRO”). Por este motivo, a PROEC vai organizar a proposta que representará a UEMS, através das inscrições de professores e propostas.

Os professores interessados em participar deverão enviar e-mail para divisaoextensao@gmail.com até o dia 14/09/18, informando em qual operação e conjunto pretendem participar. O envio da proposta para a PROEC/UEMS deverá ocorrer até o dia 01 de outubro de 2018, no e-mail divisaoextensao@gmail.com

Mais sobre as operações

A Operação “VALE DO ACRE” será desenvolvida entre os dias 05 a 21 de julho/2019, em 10 (dez) municípios do Estado do Acre: Acrelândia, Assis Brasil, Brasileia, Bujari, Capixaba, Epitaciolândia, Plácido de Castro, Porto Acre, Senador Guiomard e Xapuri. Terá como Centro Regional (CR) a cidade de Rio Branco/AC.

Já a Operação “JOÃO DE BARRO” será desenvolvida entre os dias 12 a 28 de julho/2019, em 10 (dez) municípios do Estado do Piauí: Arraial, Barra D’ Alcântara, Dom Expedito Lopes, Francinópolis, Francisco Ayres, Inhuma, Novo Oriente do Piauí, Paquetá, São José do Piauí e Várzea Grande. Terá como Centro Regional a cidade de Teresina/PI.

Cada Operação terá duração de, aproximadamente, 17 dias, sendo os 3 primeiros dias destinados a concentração de rondonistas, à cerimônia de abertura, ambientação dos participantes e ao deslocamento das equipes do CR para os municípios selecionados. Os 3 últimos serão reservados para o deslocamento das equipes dos municípios para os CR, o encerramento da Operação e o retorno às cidades de origem das IES.

Toda proposta de Trabalho (“VALE DO ACRE” e “JOÃO DE BARRO”) deve seguir a estrutura prevista no Modelo de estrutura de proposta para as ações dos Conjuntos “A” e “B” (Abaixo) e atender aos critérios da Ficha de Avaliação da Comissão de Avaliação de Propostas do Projeto Rondon (Abaixo).

Há uma recomendação, do Ministério da Defesa, de usar como subsídio para a preparação das oficinas, o documento assinado na Assembleia Geral da ONU de 2015, Transformando Nosso Mundo: a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável (abaixo), nas suas três dimensões: econômica, social e ambiental.

Detalhamento das temáticas

As propostas da operação “VALE DO ACRE” devem contemplar as áreas temáticas de Cultura, Direitos Humanos e Justiça, Educação e Saúde e da operação “JOÃO DE BARRO” devem contemplar as áreas temáticas de Comunicação, Tecnologia e Produção, Meio Ambiente e Trabalho.

As ações propostas deverão ser direcionadas a um público alvo seja capaz de reproduzi-las e multiplicá-las no seio da comunidade, tornando-as permanentes. Poderão ser realizadas oficinas complementares visando viabilizar, apoiar ou dar suporte às ações de capacitação.

Modelo de estruturas das propostas

A proposta deverá ser orientada para a região abrangida pela operação (municípios citados), apresentada com a fonte Times New Roman, tamanho 12, espaçamento 1,5 entre linhas, e, no máximo, em 40 páginas, incluindo a capa, seguindo, ainda, o Modelo de estrutura de proposta, disponível abaixo.

As atividades deverão ser distribuídas nos turnos matutino, vespertino e noturno. A carga horária mínima diária da IES deverá ser de seis horas, sendo uma hora de atividades noturnas. A carga horária máxima da IES deverá ser de 10 horas diárias. As atividades preparatórias ou de coordenação poderão ser computadas como carga horária. Os dias de sábado e domingo deverão ser preenchidos com atividades formais do Projeto que podem ser direcionadas para a população em geral.

Caberá à Comissão Organizadora do Projeto Rondon - UEMS a análise e julgamento das propostas recebidas, encaminhando a proposta selecionada para o Ministério da Defesa.

Os alunos, que participarão do projeto, serão selecionados após a aprovação do projeto pelo Ministério da Defesa.

Mais informações podem ser obtidas pelos telefones (67) 3902-2630 e 3902-2562.

Projeto Rondon

Desenvolvido pelo Ministério da Defesa, em parceria com governos estaduais, municipais e Instituições de Ensino Superior (IES) públicas e privadas, o Projeto Rondon contribui para a formação do jovem universitário como cidadão e para o desenvolvimento sustentável nas comunidades carentes.

 

 


Anexos: