Projeto Extensão de Português para Estrangeiros recebe visita de professora da UNB

Por: Emmanuelly Castro | Postado em: 20/04/2017

Ana Lúcia e João Fábio

A professora doutora Lúcia Maria de Assunção Barbosa, da Universidade de Brasília (UNB) esteve em Campo Grande para conhecer o Núcleo de Ensino e Pesquisa em Português para Estrangeiros (NEPPE/UEMS) que terá como proposta a utilização do ensino da língua portuguesa como forma de acolhimento para imigrantes e refugiados em Campo Grande.

O Neppe é um projeto originário da UNB e essa é a primeira vez que será executado em outra Universidade. “Essa parceria com a UEMS, na implantação do Neppe aqui em Mato Grosso do Sul é muito importante para nós. É o crescimento de um projeto que vem alcançando resultados”, afirmou Lúcia Maria.

Na UNB, mais de setecentos estrangeiros são atendidos por ano pelo Núcleo. Segundo Lúcia Maria de Assunção, grande parte desses estrangeiros estão ligados a diplomacia, mas a grande força do projeto está no acolhimento dos estrangeiros. “Nós temos três níveis de acolhimento desse estrangeiro e agora vamos oferecer um curso específico para mulheres estrangeiras”, contou Lúcia Maria

Na UEMS, o Neppe está vinculado ao CELMI – Centro de Pesquisa, Ensino e Extensão em Educação, Linguagem, Memória e Identidade, coordenado pela professora Léia Teixeira Lacerda. Com proposta de parceria com a Superintendência de Direitos Humanos da Sedhast, o Neppe deve abrir sua primeira turma no mês de maio. “A parceria do NEPPE na UEMS, e em especial para Campo Grande, favorecerá o desenvolvimento de ações voltadas a experiências de aprendizagem de língua portuguesa como língua de acolhimento por imigrantes e refugiados, na cidade de Campo Grande. O Núcleo pretende expandir essas ações para o atendimento de outros grupos minoritários que precisam aprender a língua portuguesa para integração social”, ressaltou o professor doutor João Fábio Sanches Silva.

Outras informações sobre o NEPPE:http://www.neppe.unb.br/br/instituicao/equipe-neppe ou diretamente com o professor João Fábio, pelo endereço joaofabio@uems.br