Reestruturação de Carreiras da UEMS é entregue para votação na ALEMS

Por: Imprensa UEMS | Postado em: 16/11/2021

Momento do encaminhamento dos projetos de lei para a ALEMS (foto: Fernanda Kintschner)

Nesta terça-feira (16) o governador Reinaldo Azambuja, junto de seu secretariado, se reuniu com o presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul (ALEMS), deputado Paulo Corrêa, para o encaminhamento de projetos de lei visando a reestruturação de carreiras de diversas categorias do funcionalismo público estadual, dentre as quais a reestruturação do Plano de Cargos e Carreiras dos Profissionais Técnicos da Educação Superior e de alterações referentes ao Plano de Carreira dos Docentes da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS). Acompanhou a reunião o reitor da UEMS, prof. Dr. Laércio Alves de Carvalho, os deputados estaduais e secretários do Executivo, dentre os quais Eduardo Riedel (Secretaria de Infraestrutura) e Ana Carolina Nardes (Secretaria de Administração e Desburocratização).

De acordo com o governador, os projetos entregues para votação na ALEMS, estabelecem incorporação do abono, reajuste linear de 10% no salário dos 81 mil servidores estaduais ativos e inativos e readequações de diferentes carreiras dos servidores e servidoras do Estado. O encaminhamento dos projetos de lei são resultado de várias conversas com as categorias, o reajuste só foi possível porque o Estado atingiu uma condição de estabilidade fiscal, com cumprimento das metas estabelecidas no Programa de Ajuste Fiscal, e melhora do índice de comprometimento da receita com o salário do funcionalismo. 

"Eu posso falar que esse volume de ganhos aos servidores públicos de Mato Grosso do Sul vai ultrapassar em 2022 a marca de R$ 1 bilhão. Nós estamos fazendo todo o esforço necessário para que possamos dar um aumento significativo a todas as categorias, mas olhando sempre o equilíbrio fiscal do Estado. Também continuaremos com um diálogo permanente e aberto ao com os servidores que ainda estão negociando as carreiras", informou Azambuja.

O reitor da UEMS registrou sua fala, lembrando também da profa. Dra. Celi Correa Neres, vice-reitora da Universidade. "Estamos com dois anos de mandato, eu e a profa. Celi e, neste momento, vemos encerrar uma luta de seis anos, que é o caso do tempo de negociações do PCC dos técnicos de nossa Universidade. É uma conquista que contempla avanços nas carreiras, incluindo a dos docentes, também, uma vez que haverá alterações em relação à TIDE e ao Nível VI. Essas reformulações valorizam quem está trabalhando em nossa instituição, por isso é um motivo de muita felicidade. Agradeço ao governador Reinaldo Azambuja e toda a equipe de secretários que trabalharam diuturnamente com a gestão para conclusão dessa vitória. Um momento histórico", destacou Laércio.

Reitor da UEMS, prof. Dr. Laércio de Carvalho, acompanhado das autoridades: Reinaldo Azambuja (governador), Paulo Corrêa (presidente da ALEMS) e Eduardo Riedel (titular da Seinfra)

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Paulo Corrêa, falou que se trata de um momento histórico para Mato Grosso do Sul. Segundo ele, a tramitação dos projetos será célere. “Primeiro é preciso aprovar a lei do reajuste linear de 10% e da incorporação do abono, pois eles destravam as tabelas das outras categorias. Amanhã, voltaremos a ter uma reunião e todos os deputados tomarão conhecimento do conteúdo de todos os projetos. Em até 15 dias, espero que todos estejam aprovados”, disse Corrêa. Com informações da Subcom (Paulo Fernandes) e da Agência Alems (Heloíse Gimenes). Foto do olho e capa de matéria no destaque no site: Fernanda Kintschner.


Anexos: