UEMS Acolhe e Cátedra Sérgio Vieira de Mello: Além do acolhimento linguístico

Por: Eduarda Rosa | Postado em: 20/06/2022

Nesta segunda-feira, 20 de junho, é celebrado o Dia Mundial do Refugiado, uma data que nos leva a reflexão e volta nosso olhar a essa população que está em busca de algo melhor. Desde de 2017, a Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS) atende a comunidade migrante internacional por meio do Projeto UEMS ACOLHE - Acolhimento Linguístico, Humanitário e Educacional a Migrantes Internacionais. Tendo iniciado suas ações com aulas de português para estrangeiros, hoje o projeto busca realizar ações para além da língua. 

“Nossa meta é avançar na defesa dos direitos dos migrantes internacionais e seus familiares, favorecendo a integração na comunidade sul-mato-grossense e oferecendo-lhes oportunidades para realização de atividades de caráter cultural, de suporte à educação, de formação e complementação na dimensão humana, social e comunitária”, explica o professor João Fábio Sanches Silva, coordenador geral do Projeto UEMS ACOLHE.

UEMS ACOLHE em números

Em 6 anos de atividades mais de 1.500 migrantes internacionais foram atendidos nos diversos cursos de Português para falantes de outras línguas oferecidos pelo Projeto. Desse quantitativo, participaram alunos de mais de 30 nacionalidades, sendo países como Venezuela, Colômbia, Haiti, Senegal, Egito e China, a maioria dos atendidos. Os alunos internacionais atendidos pelo Projeto UEMS ACOLHE participaram ao todo de 30 cursos de Português, nos diversos polos e cidades atendidas pelo Projeto, dentre elas Campo Grande, Dourados, Nova Andradina e Cassilândia. 

Cátedra Sérgio Viera de Mello – UEMS

A Cátedra Sérgio Vieira de Mello da UEMS desenvolve projetos que têm como público-alvo a população refugiada e migrante internacional em situação de vulnerabilidade com a finalidade de atendimento diferenciado em diversas áreas do conhecimento, visando promover ações que possibilitem sua maior inserção linguística, cultural e social, atuando na defesa de seus direitos, na assistência jurídica e humanitária, em sua integração laboral e sociocultural.

Tem o objetivo de promover a educação, pesquisa e extensão acadêmica voltada à população em condição de refúgio é um dos objetivos da ACNUR (Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados ou Agência da ONU para Refugiados), que desde 2003 implementa a Cátedra Sérgio Vieira de Mello em cooperação com centros universitários nacionais. Ao longo dos anos, a Cátedra tem se revelado um ator fundamental para garantir que pessoas refugiadas e solicitantes de refúgio tenham acesso a direitos e serviços no Brasil, oferecendo valioso apoio ao processo de integração local.

A Cátedra, como seu nome indica, é uma homenagem ao brasileiro Sérgio Vieira de Mello, morto no Iraque em 2003, e que dedicou grande parte da sua carreira profissional nas Nações Unidas ao trabalho com refugiados. O Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (ACNUR) é uma agência da Organização das Nações Unidas (ONU) que atua para assegurar e proteger os direitos das pessoas em situação de refúgio em todo o mundo.

Com projetos que têm como público-alvo a população refugiada e migrante internacional em situação de vulnerabilidade no Estado, a Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS) passou a integrar a Cátedra Sérgio Vieira de Mello (CSVM) no dia 20 de agosto de 2021.

O trabalho direto com os refugiados em projetos comunitários é definido como uma grande prioridade. No caso da UEMS, ações para fomentar o acesso e permanência ao ensino, a revalidação de diplomas, assim como o ensino da língua portuguesa à população de refugiados vem sendo desenvolvido. A UEMS procura estimular a sensibilização da sociedade acolhedora e a reflexão pública por migrações seguras, ordenadas e regulares, o que por sua vez fortalece na Universidade a articulação de uma rede de ações de extensão socioassistenciais voltadas ao público migrante e refugiado no estado.

Podem participar da CSVM-UEMS professores e alunos dos cursos de graduação e pós-graduação da UEMS, interessados na temática da migração internacional, dos deslocamentos forçados, dos direitos humanos e da educação.

“Além de difundir o ensino universitário sobre temas relacionados ao refúgio, a Cátedra também visa promover a formação acadêmica e a capacitação de professores e estudantes dentro desta temática. O trabalho direto com os refugiados em projetos comunitários também é definido como uma grande prioridade”, destaca o professor João Fábio.

Para mais informações sobre a Cátedra Sérgio Vieira de Mello na UEMS, entre em contato conosco pelo e-mail csvm@uems.br ou pelo número (67) 99984-6419.


Anexos: