UEMS completa 26 anos presente em 22 cidades de MS

Por: Eduarda Rosa | Postado em: 19/12/2019

Presente em 22 cidades do Mato Grosso do Sul, com 15 Unidades físicas e sete polos de educação a distância, a Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS) completa 26 anos, nesta sexta-feira (20), atuando na educação superior do Estado.

Criada pelo governador Pedro Pedrossian em 20 de dezembro de 1993, a UEMS tinha, em 1994,  830 matriculados em 18 cursos de graduação. Em 2019 a instituição atingiu o quantitativo de 10 mil matriculados em 60 cursos de graduação (presenciais e a distância), dois doutorados, 14 mestrados e dez cursos de especialização.

São cerca de 20 mil profissionais formados em duas décadas e meia. O reitor da UEMS, Laércio Alves de Carvalho, ressalta que ao comemorar 26 anos de uma Universidade tão importante para o povo sul-mato-grossense e para o Brasil é um orgulho muito grande para toda a comunidade acadêmica. “Em especial para reitoria, pois é uma honra estar à frente da nossa Universidade neste momento, lutando por uma educação superior pública, gratuita e de qualidade e também mostrando para toda a sociedade do Estado, para o país e para o mundo todos os potenciais que a nossa universidade tem e todo o trabalho que vem sendo realizado com excelência nas diversas áreas do conhecimento por nossos professores, técnicos e alunos”, destaca o reitor.

A vice-reitora, Celi Correa Neres, salienta que a maior importância da UEMS para a educação superior e para a educação como um todo no Estado de Mato Grosso do Sul é o seu próprio projeto de criação de implantação que é perfil da UEMS na qualificação dos professores da educação básica e sua inserção interior do Estado.

“A UEMS nasce, primeiramente, com essa missão de qualificar os professores para atuação na educação básica e vem nesses 26 anos atuando fortemente nesta área, qualificando os professores que atuam na educação básica não só nos cursos de graduação, mas também nos cursos de pós-graduação lato e stricto senso. Uma outra característica que também confere a UEMS um lugar de diferenciação no processo de contribuição para a educação no MS é a sua característica de interiorização, pois historicamente a UEMS foi uma das pioneiras a implantar cursos de educação superior no interior do Estado e vem contribuindo de maneira significativa para o desenvolvimento do interior do estado de MS.

São cerca de 20 mil profissionais formados em duas décadas e meia

A Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul também foi a primeira universidade brasileira a garantir a inclusão de indígenas (10% das vagas) em todos os cursos de graduação. E a terceira no Brasil a adotar cota racial de 20% das vagas para negros em todos os cursos, modelo que serviu para todo o país.

Passando por um processo de verticalização, a UEMS tinha em 2010 apenas três programas de mestrado e, atualmente, conta com 14 mestrados e dois doutorados, além da implantação de onze Centros de Pesquisa, Ensino e Extensão, os Cepex, distribuídos em seis cidades de Mato Groso do Sul.

 

Saiba mais:

Como parte das comemorações do aniversário de 25 anos da UEMS, a Assessoria de Comunicação Social produziu uma Websérie especial contando a história da Universidade em cinco vídeos (Para assistir, acesse: http://www.uems.br/25-anos/). Além da produção do livro “UEMS 25 anos: Uma história contada por todos!”, publicada pela Editora UEMS (Clique aqui para ler)

 


Anexos: