UEMS divulga PDI e PPI 2021-2025

Por: Tatiane Queiroz | Postado em: 12/02/2021

A Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS) divulgou o seu Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) e o seu Plano Pedagógico Institucional (PPI) para os anos de 2021 a 2025. Os documentos, que conta com diversos indicadores das áreas de Ensino, Pesquisa e Extensão, apontam as metas e objetivos da Instituição para os próximos cinco anos.

O PDI é um documento, elaborado a cada cinco anos, que serve como instrumento balizador para as ações estratégicas de todas as áreas da Universidade.

O texto completo do PDI da UEMS foi publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) e pode ser acessado AQUI.

O PDI da UEMS foi feito com base no Projeto Pedagógico Institucional (PPI) que, após ser elaborado, foi submetido a uma consulta pública e depois reelaborado e aprovado. Antes de serem publicados, o PDI e o PPI foram aprovados pelo Conselho Universitário (Couni), órgão deliberativo máximo da UEMS.

De acordo com o Reitor Laércio Alves de Carvalho, os documentos da UEMS seguem as diretrizes da transparência, do planejamento estratégico e da responsabilidade social. “O nosso objetivo é garantir uma melhor qualidade de vida ao cidadão de Mato Grosso do Sul. Em busca desse objetivo, a instituição também dialoga com a inclusão, com a internacionalização e com o fortalecimento das parcerias interinstitucionais e governamentais”, destaca.

Ainda de acordo com o Reitor, a divulgação do PDI e do PPI é a “materialização de um trabalho integrado e colaborativo, que envolveu todos os profissionais da Educação Superior, dos acadêmicos, dos colaboradores”.

A Assessora de Gestão Estratégica da UEMS, Érika Ferri, explica que a construção do PDI (2021-2025) contou com a participação de toda a comunidade universitária.

“Foi um processo bastante democrático e participativo, e esta é uma característica fundamental da UEMS, assim como de toda IES pública. Entendemos que, para esse processo, era importante a escuta qualificada de todos os segmentos da UEMS, respeitando a diversidade de pensar e de agir dos diferentes atores da nossa comunidade”, destacou.

A organização desse processo se deu em três instâncias: com a criação de comissões locais (discussões no âmbito de cada Unidade Universitária), além da comissão deliberativa e da comissão executiva.  “O nosso objetivo foi abarcar o maior número de pessoas para pensar, de maneira conjunta, os principais desafios e soluções para a Universidade”, disse Ferri.

O Pró-reitor de Administração e Planejamento (PROAP), Robsom Marques de Amorim, destacou o envolvimento de todos os setores na construção do PDI. “É preciso parabenizar a todos pelo trabalho, as comissões, os assessores, conselheiros do COUNI, revisores e, em especial, a equipe da Divisão de Planejamento, que organizou todo esse processo. O PDI, como um importante instrumento de planejamento, guiará as ações da gestão administrativa da Universidade para o atendimento dos objetivos e metas estabelecidas pela comunidade universitária”, relatou.

O Pró-reitor de Desenvolvimento Humano e Social (PRODHS), Aguinaldo Lenine Alves, falou sobre a importância do processo democrático e participativo de construção do PDI. “O PDI foi muito discutido e foi feito de forma muito democrática. O documento direciona as ações da Universidade para os próximos cinco anos, mostra as nossas prioridades e mostra os anseios de toda a comunidade acadêmica", detalhou.

A Pró-reitora de Pesquisa, Pós-graduação e Inovação (PROPPI), Luciana Ferreira da Silva, lembra que o PDI é um instrumento fundamental de planejamento. “A PROPPI vem trabalhado desde 2015 nesses indicadores. Esse documento representa um passo importante para a Universidade, sobretudo para as áreas da Pesquisa, da Pós-graduação e da Inovação, porque é um documento maduro, alicerçado em trabalhos que já vem sendo realizados pela UEMS e que, a partir de agora, serão sancionados pela sociedade”.

A Pró-reitora de Extensão, Cultura e Assuntos Comunitários (PROEC), Márcia Regina Martins Alvarenga, enfatiza a importância do PDI para expandir as ações da Universidade no Estado. “ Eu vejo o PDI como um caminho a ser percorrido. No que tange a Extensão, precisamos continuar a ouvir as demandas da sociedade e atendê-las. Buscar parcerias para que as ações possam estimular mudanças sociais e, portanto, causar impacto social.  Devemos desenvolver projetos estratégicos com e para a comunidade, de tal forma que possamos criar redes de ações de extensão”, disse.

A Pró-reitora de Ensino (PROE), Maria José de Jesus Alves Cordeiro, explica que o PDI é o “roteiro de trabalho que nós temos para dizer onde, como e quando vamos executar as ações da Universidade”. A Pró-reitora destaca ainda que, no caso do Ensino, o documento busca estabelecer ações de fortalecimento da graduação, prevê prazo e ações para reestruturação e expansão de cursos em Mato Grosso do Sul, tanto de bacharelados, quanto licenciaturas e tecnológicos”.