UEMS firma convênio com universidade da Argentina

Por: Eduarda Rosa | Postado em: 26/10/2021

A Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS) realizará no dia 04 de novembro, às 17h (horário de Brasília/Argentina), um evento on-line para celebração de convênio de colaboração acadêmica, científica e cultural com a Universidade Católica de Santiago del Estero (UCSE), da Argentina.

Esse evento contará com a presença dos reitores: Dr. Laércio Alves de Carvalho (UEMS) e do Eng. Luis Eugenio Lucena (UCSE); e do Ministro João Carlos Parkinson (Ministério das Relações Exteriores).

O reitor da UEMS, Laércio Alves de Carvalho, ressalta que esse convênio impulsiona a nossa inserção internacional, “principalmente reforçando o nosso compromisso com a internacionalização, visto que essa consolidação da UEMS no exterior é fundamental para o desenvolvimento de parcerias no Ensino, Pesquisa e Extensão para que os nossos alunos, professores e técnicos administrativos possam cada vez mais aprimorar o seu conhecimento ou trocar experiências em outros países, no sentido de desenvolver novos produtos para a sociedade sul-mato-grossense”, destaca.

O objetivo do convênio é desenvolver programas anuais de intercâmbio científico e cultural que incluirão: 1. Execução de projetos conjuntos de ensino, pesquisa e extensão; 2. Programas para realizar estudos de pós-graduação ou pesquisa; 3. Intercâmbio de professores, pesquisadores, técnicos e alunos de graduação e pós-graduação; 4. No caso específico de alunos, considerando os regulamentos internos de cada instituição, baseado em até dois semestres, nos quais os alunos cancelarão a mensalidade na Universidade de origem, e não poderão optar pela transferência definitiva para a outra instituição pelo simples fato de participarem do intercâmbio; 5. Intercâmbio de informações sobre sua organização, estrutura e funcionamento, bem como o desenvolvimento dos programas anuais; 6. Execução de cursos, seminários, simpósios, etc. em que professores participam e podem atender alunos das duas instituições; 7. Promoção de atividades para capacitação e qualificação de professores, pesquisadores, técnicos e alunos; 8. Troca de material bibliográfico, edições, e outros, bem como a sua divulgação adequada por meio dos canais que estabeleceram.