UEMS implanta moderno sistema de gerenciamento de bibliotecas

Por: Eduarda Rosa | Postado em: 08/05/2018

A Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS) implanta oficialmente, nesta segunda-feira (07), um moderno Sistema de Gerenciamento de Bibliotecas que atenderá todas as unidades da Instituição. Foi criado pela própria Diretoria de Informática (Dinf) da UEMS seguindo padrões internacionais e adaptado as necessidades da Universidade.

Para o vice-reitor, Laércio Alves de Carvalho, a Universidade moderna precisa ter agilidade das informações e de todos os processos. “Todos os envolvidos estão de parabéns, pois esta é uma demanda antiga da Instituição. Ele é moderno, possibilita a integração entre as nossas Unidades e foi desenvolvido em um padrão internacional, o que nos deixa em outro patamar enquanto Universidade”, destacou.

De acordo com o Chefe de Desenvolvimento da Diretoria de Informática, Bruno Lopes, a Universidade economizou  cerca de R$100 mil na compra do Sistema.  “Esse valor sem contar os gastos anuais com manutenções e importações de dados. Ele é totalmente responsivo para ser utilizado em celular, além de ser todo projetado de acordo com a catalogação internacional ‘Marc 21’, é automatizado e transparente. Dá possibilidade de o administrador gerenciar 100% dos usuários, com calendário adaptável para cada unidade, ou seja, foi feito sob medida para atender as necessidades de todas as unidades da UEMS”, ressaltou Bruno Lopes.

Este software também se comunica com o Sistema Acadêmico do Aluno e com a base de dados dos servidores, isso possibilita, por exemplo, que a secretaria identifique que o aluno está devendo um livro e não conceda a transferência até que a situação seja regularizada, conforme explicou Lopes.

O sistema foi apresentado para a equipe de gestão da Universidade

Segundo o Chefe da Divisão de Bibliotecas, Deoclecio Vieira Machado, já é possível consultar todas as obras. “Em Dourados, o software já está em testes desde o início do ano e nas outras Unidades os funcionários estão etiquetando todas as obras. Possibilitará também que os acadêmicos possam emprestar livros de outras Unidades, porém terão que devolver na Unidade em que fizeram a retirada da obra, com carteirinha única válida em todas as bibliotecas da Universidade”.

Outra vantagem é que assim como a Unidade de Dourados tem convênio com a biblioteca da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD), as outras unidades também poderão fazer convênios com as bibliotecas de outras universidades e instituições.

 “É um avanço, pois antes apenas Dourados tinha um sistema, nas unidades os empréstimos eram feitos em cartões manualmente. Terá o gerenciamento das regras da biblioteca automatizado (com quem está? Há quantos dias o usuário está com o livro? Se atrasou a devolução, quantos dias de multa? Se pode renovar)”, disse o Chefe da Divisão de Bibliotecas.

Agora também é possível o empréstimo de livros entre bibliotecas, assim livros que não estão sendo utilizados em uma biblioteca da UEMS podem ser solicitados pela biblioteca de outra unidade para atender aos alunos.

“Todos os dados dos livros que estavam no sistema antigo, desde 2000, foram importados para o novo sistema e os novos livros serão cadastrados. Foi um ganho de experiência para a equipe, porque saímos de uma forma de desenvolvimento bem ultrapassada para uma moderna, agora nossos trabalhos estão indo com uma velocidade bem maior, porque adquirimos bastante know how com este Sistema”, destacou Bruno Lopes

Segundo a Pró-reitora de Extensão, Cultura e Assuntos Comunitários, Márcia Alvarenga, a implantação deste Sistema era uma meta do Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) da Universidade. “As principais vantagens é que todas as bibliotecas ficarão integradas, informatizadas, on-line e poderão fazer sistema de reserva. Além de permitir que o auxiliar de biblioteca das unidades tenha mais autonomia, com isso descentralizaremos alguns processos”, ressaltou.

Para a Diretora de Informática, Jéssica Bassani de Oliveira, a Biblioteca expandiu com este novo Sistema, “parece que não, que são os mesmos exemplares, mas ela expandiu, porque abriu um leque de oportunidades para os alunos, de ter outros livros na mão deles. Como este software foi feito por nós será mais fácil a manutenção e suporte, além de evoluções de acordo com as necessidades da UEMS. É um Sistema da casa, é a cara da UEMS, é do jeito da UEMS”, enfatizou.


Anexos: