UEMS/Mundo Novo: Projeto de Humanização recebe visita técnica de juíza da 1ª Vara de Execução Penal do MS

Por: Imprensa UEMS | Postado em: 25/11/2021

Juíza conheceu projeto premiado com foco na ressocialização, desenvolvido pela UEMS/Mundo Novo

A Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul - Unidade Universitária de Mundo Novo recebeu nesta terça-feira (23) a visita da juíza Carolinne Vahia Concy, da 1ª Vara de Execução penal, que visitou as instalações da Universidade com o objetivo de conhecer  o projeto "UEMS - Laboratório de Humanização" desenvolvido pela Unidade de Mundo Novo.

Durante a visita técnica, a magistrada esteve acompanhada pelo  gerente de UEMS/Mundo Novo, prof. Dr. Leandro Marra, pela técnica administrativa Tatiana Ebuchi e pelo prof. Dr Tiago Zoz. Ela conferiu os resultados desta prática de inclusão social e ainda encontrou alguns reeducandos do projeto realizando a prestação de serviços comunitários. "O projeto promove de forma digna a integração social e a ressocialização dos reeducandos, humanizando a prestação de serviços determinada pelo Poder Judiciário, o que ocorre em virtude da atenção e do contato próximo do professor Leandro Marra", ressaltou Carolinne Concy.

De acordo com ela, a importância da oportunidade de os reeducandos terem contato direto com a área acadêmica, visto que a educação é um dos principais meios de redução da criminalidade. "Agradeço o convite e me coloco à disposição para fortalecer a parceria e maximizar o alcance desse projeto essencial para a sociedade", concluiu a juíza.

Para o gerente Leandro Marra destaca a satisfação da visita, pois entende que conhecer in loco as entregas do projeto, além de fortalecer a parceria entre as instituições, é um elemento motivador para os envolvidos. "Estamos prestes a completar 5 anos de parceria o que demonstra que a mesma encontra-se consolidada trazendo benefícios para a UEMS o Poder Judiciário de Mato Grosso do Sul, para a sociedade em geral e acima de tudo para o Ser Humano neste processo de ressocialização e inclusão social", destacou.

Mais sobre o Projeto

O projeto trata-se de uma parceria exitosa entre o Poder Judiciário e a UEMS/Mundo Novo e visa disponibilizar réus para a prestação de serviços comunitários. O objetivo é melhorar a manutenção dos espaços da Universidade e dos serviços prestados sem onerar os cofres públicos e ainda, oportunizar a comunidade carcerária a execução de penas alternativas de modo promover a inclusão e ressocialização social.

Iniciado em maio de 2017, o projeto UEMS - Laboratório de Humanização foi reconhecido como prática inovadora de gestão em níveis estadual, nacional e internacional. Dentre os destaques, a ação foi selecionada pelo Premio Latinoamérica Verde, figurando no ranking dos 500 melhores projetos sociais e ambientais da América Latina, em 2020. O gerente da UEMS de Mundo Novo destaca que o projeto também foi premiado entre o vencedores no 23º Concurso Inovação da Escola Nacional de Administração Pública (Enap), realizado em parceria com o Ministério da Economia (ME), selecionado na categoria estadual, no ano de 2019.

Já em 2018, o projeto obteve o primeiro lugar na categoria Entidades Privadas e Instituições de Ensino no 2º Concurso de Boas Práticas - Cidades Sustentáveis, "que é organizado pela ITAIPU Binacional, além de receber um troféu de reconhecimento do Conselho de Desenvolvimento dos Municípios Lindeiros ao Lago de Itaipu como Prática reconhecida como iniciativa para a construção da agenda 2030", informa Marra. O referido projeto também obteve a sétima colocação no XIII Prêmio Sul-Mato-Grossense de Inovação na Gestão Pública - Edição 2018. 


Anexos: