UEMS/Ponta Porã recebe visita de autoridades sobre proposta de Implantação da Rota Bioceânica 

Por: Liziane Zarpelon | Postado em: 20/04/2022

A Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), unidade de Ponta Porã, recebeu nesta semana a visita do Ministro de Carreira das Relações Diplomáticas, João Carlos Parkinson de Castro, na ocasião foi apresentada a proposta de Implantação da Rota Bioceânica para a comunidade acadêmica. As apresentações reuniram representantes do Ministério das Relações Exteriores, autoridades paraguaias e a comunidade acadêmica da Unidade. O evento foi na noite do dia 18 de abril.

Em sua apresentação, o ministro e economista destacou as diversas oportunidades de investimento que serão potencializadas, a importância da qualificação da mão de obra e os efeitos positivos para o desenvolvimento regional.  O Arquiteto e Urbanista, Odilon Valençoela, apresentou o Projeto de Integração Logística por meio da Ferrovia Internacional (proposta Ferroguarani).

Os docentes e pesquisadores da Unidade ligados ao Programa de Pós Graduação em Desenvolvimento Regional e Sistemas Produtivos (PPGDRS) também participaram do momento e aproveitaram para apresentar o projetos integradores desenvolvidos no curso. 

Foi apresentada a proposta do Caminho para os Ervais e a Paisagem Cultural Ervateira pelo prof. Dr. Carlos Otávio Zamberlan. A proposta tem como foco as comunidades indígenas de Amambai e Quilombolas de Maracaju/Nioaque. O desenvolvimento no projeto na região possibilitará a implantação de um Jardim Etnobotânico, a recuperação do sistema produtivo da erva mate, a adoção de tecnologias agropecuárias e agroindustriais.

Já o Prof. Dr. Moises Centenaro discorreu sobre sua experiencia extensionista e de pesquisa em torno da temática do cultivo da Erva-Mate e sua relação com o desenvolvimento regional. Este tema também será objeto de pesquisa do pós doutoramento do docente.

A profa. Dra. Laís Fernanda Azevedo finalizou as apresentações do PPGDRS com a exposição sobre a proposta do Observatório de Ponta Porã e Mundo Novo, cujos estudos abarcarão indicadores socioeconômicos para o acompanhamento da dinâmica local, de modo que se possa respaldar a elaboração de políticas públicas assertivas para o território em questão, levando em consideração os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável estabelecidos pela agenda 2030.


Anexos: