Educação (Campo Grande)

Convênios Internacionais

O Programa desenvolve ações de cooperação e intercâmbio por meio de redes de pesquisa, projetos de cooperação nacional e internacional. Há a participação de dois docentes e quatro discentes em um Acordo de Cooperação com a Glendon College-York University, campus e faculdade da York University, uma universidade pública, fundada em 1959 por meio da legislação da província de Ontario, com sede na Avenida Bayview n. 2275, na Cidade de Toronto – Canadá (Acordo de Cooperação n° 688/12). Nele trabalhamos com pesquisas nas áreas de interesses mútuos com uma ênfase especial à educação básica, formação de professores, bilinguismo e educação bilíngue, educação e diversidade e educação especial.

Em 2017, a UEMS firmou um Protocolo de intenções com a Escola Superior Pedagógica do Bengo – ESPB, com endereço à Rua Direita da Açucareira Caxito – Bengo. Nesse acordo participam o Mestrado Profissional em Educação e o Mestrado em Letras. Dentre as atividades a serem desenvolvidas, destacam-se: a) Intercâmbio de docentes, pesquisadores, técnicos e estudantes; b) Implementação de projetos conjuntos de ensino, pesquisa e extensão; c) Promoção de palestras e simpósios; d) Intercâmbio de informações e publicações acadêmicas, tais como congressos, colóquios, seminários; e) Promoção de atividades de formação de docente, pesquisador, técnico e estudante. Em 2017, a universidade recebeu pesquisadores de Angola e recentemente, em meados do mês de maio de 2018, duas docentes do Mestrado Profissional em Educação e Mestrado em Letras realizaram viagem técnica até ao Bengo para desenvolver seminário integrador, oficinas, palestras e firmar ações de formação continuada de professores.

Em 2018, a Profa. Dra. Lucilene Soares da Costa, docente do Mestrado Profissional em Educação participou do Seminário metodológico das didácticas e letras, desenvolvendo oficinas na escola superior do Bengo- Angola. A oficina foi ofertada para professores da educação básica e da educação superior e teve como temáticas "Estratégias de Promoção de Leitura na Sala de Aulas - Ensino primário e II Ciclo )" e " Estratégias para trabalhar o texto em sala de aula."(ESP-Bengo, 16 de Abril de 2018)

Em 2018, iniciou-se um trabalho na Rede Universitária da Rota Latinoamericana (UniRila), já referido, engloba as seguintes universidades:  1. BRASIL (Universidade Católica Dom Bosco, Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Universidade Anhaguera – Uniderp, Instituto Federal de Mato Grosso do Sul); 2. PARAGUAI (Universidad Autonôma de Asunción); 3. ARGENTINA (Universidad Nacional de Salta, Universidad Nacional de Jujuy); e 4. CHILE (Universidad Católica do Norte do Chile, Universidad de Antofagasta). Nessa Rede, desenvolvemos  um projeto no qual  atuam 3 docentes e dois discentes do Profeduc, desenvolvendo ações de pesquisa que buscam conhecer melhor as realidades locais e identificar situações de vulnerabilidade e risco, com foco na educação, com vistas a contribuir para a melhoria das condições de vida por meio de projetos educacionais que atendam a necessidade das populações dos territórios integrantes do Corredor Rodoviário Bioceânico.

Em agosto de 2018, professores, assessores, técnicos e o Reitor da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS) estiveram em Assunção, no Paraguai, para assinar um convênio com a Universidade Nacional de Assunção (UNA). O convênio permitirá mobilidade de professores e alunos, além do desenvolvimento de projetos de extensão e pesquisa em conjunto entre as Universidades. A comitiva da UEMS contou com a participação dos professores Dr. Antônio Sales e Dra Patrícia Alves Carvalho, do Curso de Pedagogia e do Programa de Mestrado Profissional em Educação da Unidade de Campo Grande – MS. Nessa viagem foi firmada a parceria entre UEMS – Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (Brasil) e UNA- Universidade Nacional de Assunção (Paraguay), para o ensino, pesquisa e extensão. Destaca-se que as universidades compõem a Rede de Universidades da RILA (Rota de Integração Latino-Americana). Além da assinatura de convênio, os professores da UEMS conheceram os cursos e pesquisas da UNA, para criarem frentes de mobilidade e integração de pesquisas. Os representantes do curso explicaram o funcionamento do curso de Pedagogia e do Mestrado em Educação aos profissionais do departamento de Educação, sinalizando o interesse em receber e enviar acadêmicos para estreitar a integração entre as pesquisas, uma iniciativa de aproximação entre os professores, buscando viabilizar possíveis processos de mobilidade, e consolidar convênio. Os docentes da UEMS fizeram explanação sobre o processo pedagógico dos cursos de graduação e Pós-Graduação, e puderam conhecer o trabalho realizado na UNA, no departamento de Educação, que conta com uma escola de educação básica que faz parte da faculdade de educação da UNA.

No tocante às redes de pesquisa constituídas destacamos:

  1. a) A Rede de pesquisa em Educação Especial em Mato Grosso do Sul que pode ser acessada em: https://pesquisaeems.wordpress.com;
  2. b) Rede de Pesquisa Internacional para América Latina, Europa e Caribe (Rede ALEC) http://www.unilim.fr/alec/events/event/1er-encuentro-de-investigadores-de-la-red-alec-brasil-francia/ ;
  3. c) Rede de Estudos e Pesquisas sobre Planejamento e Gestão Educacional (REPLAG): https://redeplanejamento.wixsite.com/replag.

Um importante convênio foi renovado no ano de 2019 entre a Fundação Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul e a Universidade de Salamanca (USAL), na Espanha, com duração de quatro anos. Estabeleceu-se, segundo documento publicado no Diário Oficial de número 10.068, de 13 de janeiro de 2020, “um marco permanente de colaboração e cooperação. A colaboração estipulada no presente instrumento deve ser desenvolvida de acordo com os programas que deverão ser elaborados em conjunto entre as instituições envolvidas, e abarcando o âmbito geral de pesquisa, docência e atividades culturais e esportivas.” A colaboração entre as Universidades já havia se desenvolvido anteriormente entre os anos de 2015 e 2018.

O Mestrado profissional em Educação, Profeduc, recebeu no segundo semestre de 2019, amparado no convênio supracitado, a Doutoranda Ana Laura Neves Gortari do Couto, de nacionalidade espanhola e pesquisadora do Instituto U. de Iberoamérica , também bolsista do Banco Santander (Espanha), que no momento estava implementando sua tese de doutorado naquela Universidade no Programa de Doutorado em Ciências Sociais, na linha de Antropologia da Educação, provisoriamente intitulada “MEDIAÇÕES SISTÊMICAS: UM NOVO OLHAR PARA A ESCOLA, A FAMÍLIA E AS RELAÇÕES SOCIAIS. O pedido de trabalho se daria por meio de um estágio na Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul – UEMS para obtenção de uma menção de doutorado internacional no título de doutora pela USAL. A Universidade de Salamanca exigia, em sua documentação enviada ao nosso Programa, entre outras regras: “Que, durante a fase de treinamento necessária para obter o doutorado, o doutorando do deveria ter uma estadia mínima de 3 meses fora da Espanha em uma prestigiada instituição de ensino superior ou centro de pesquisa, estudando ou realizando trabalhos de pesquisa relacionados com a tese de doutorado”.

 Oportuno mencionar que o orientador de Ana Laura, senhor ÁNGEL-BALDOMERO ESPINA BARRIO, é professor associado de Antropologia Social do Departamento de Psicologia Social e Antropologia, pesquisador do Instituto Universitário Ibero-Americano, Diretor do Mestrado Interuniversitário de Antropologia Ibero-Americana das Universidades de Salamanca, Valladolid e León e Coordenador da Linha de Antropologia do Programa de Doutorado em Ciências Sociais da Universidade de Salamanca.

A orientanda foi designada em reunião de Colegiado do Profeduc à Profa. Dra. Patricia Alves de Carvalho e juntas elaboraram um plano de trabalho cujos frutos se concretizaram na realização de um paper.

O estudo em questão se fez por meio do levantamento de dados para a configuração do Estado da Arte para o tema INTERVENÇÕES SISTÊMICAS EM ESPAÇOS EDUCATIVOS DE ACOLHIMENTO, COM JOVENS EM SITUAÇÃO DE VULNERABILIDADE, NA PERSPECTIVA DO ESTUDO FENOMENOLÓGICO. Um trecho do trabalho construído mostra esse processo inicial:

“Assim, iniciamos nossos trabalhos de busca on-line no ano de 2019, no portal de periódicos CAPES2 /MEC, selecionando como base de busca para o levantamento de dados, o Catálogo de Teses e Dissertações. A escolha pelo Catálogo de Teses e Dissertações (CAPES) justifica-se por se tratar de um banco de dados multidisciplinar que integra as diversas áreas do conhecimento, bem como as suas divisões, subdivisões e especificidades. Reúne trabalhos de pós-graduação Stricto Sensu de IES - Instituições de Ensino Superior públicas e particulares de todo o território nacional, aos quais é atribuída a responsabilidade pela veracidade do conteúdo cadastrado, cujo acesso é livre e permitido via Internet, facilitando a busca de informação, minimizando tempo e custos para o levantamento do conhecimento.

Definindo as Bases de dados da pesquisa, primeiramente iniciamos o levantamento geral com os dados no Catálogo de Teses e Dissertações CAPES (2019), utilizando, individualmente, os quatro descritores ou palavras-chave: «casa escola Santiago»; «intervenções sistêmicas»; «jovens em situação de vulnerabilidade» e «fenomenologia».

Citamos aqui também algumas conclusões: “Observamos que os dados tendem a fortalecer algumas vozes dos autores destes trabalhos, quando recomendam a necessidade de olhar para este campo social e desenvolver mais pesquisas nestas áreas da educação, tendo como sujeitos, pesquisados, os adolescentes. 

Assim, finalizamos reconhecendo que o levantamento Estado da Arte proporcionou uma maior lucidez acerca da árdua tarefa da construção de conhecimento que envolve, para além da produção de uma dissertação ou tese, a apropriação de um referencial teórico, a aprendizagem de uma proposta metodológica lógica e uma postura ética e moral perante o objeto de estudo e a sociedade. 

Ainda, que inúmeras são as reflexões, possibilidades e necessidades de se pesquisar e pensar a educação e seus sujeitos, a partir de uma perspectiva de dignidade, acesso, inclusão, acolhimento, educação, por meio de práticas educativas integrativas, que possibilitem um olhar mais atentivo e sensível a esse tema urgente na dimensão do humano.”

Para acessar mais detalhadamente este trabalho de colaboração entre as universidades UEMS e USAL, há documentos que podem ser acessados no seguinte link:

A publicação no diário oficial do convênio pode ser acessada no seguinte link:

Os demais convênios da UEMS podem ser acessados no link seguinte: http://www.uems.br/arelin/menu/55abbe7600539dc15f956a904aaf087c


Objetivos do Programa
Áreas de Concentração
Linhas de Pesquisa
Disciplinas
Corpo Docente e Discente
Documentos e Formulários
Processo Seletivo
Bolsas
Produção
Infraestrutura
Apoio Financeiro
Inserção Social
Cronogramas
Banco de Teses e
Dissertações
Eventos
Egressos
Links Úteis
Pós Doutorado
Interações com a Sociedade
Contato