Educação (Campo Grande)

Interações com a Sociedade

O Programa de Mestrado Profissional em Educação (Profeduc) tem trazido importante contribuição para a comunidade regional, por meio da formação de educadores para a educação básica do estado de Mato grosso do sul e demais estados circunvizinhos. É visível grande melhoria na formação profissional de educadores que atuam nas redes públicas de ensino. Tal assertiva é expressa na aplicação das propostas de intervenção. As dissertações versam sobre um problema encontrado nessa etapa da educação e apresentam uma proposta de intervenção. Dentre as propostas decorrentes das dissertações já defendidas, cerca de 50% já foram aplicadas na rede pública de ensino e demonstram seus desdobramentos na organização das redes de ensino, nas secretarias de educação e nas escolas. No caso da Secretaria de Estado de Educação de Mato Grosso do Sul (SED/MS), há um Convênio (UEMS/SED-MS nº 744/2014), no qual 40% das vagas do Processo Seletivo são disponibilizadas para os educadores vinculados.
O projeto pedagógico do Programa é estruturado de modo a promover intersecções acadêmicas através da matriz de disciplinas, projetos interdisciplinares e atividades multilaterais. O desenvolvimento das atividades no interior do Programa vem otimizando esforços de pesquisa em duas linhas de pesquisa e estas vêm se articulando para fortalecer a pareceria com outros Programas por meio de participação no Programa PNPD/CAPES. Atualmente dois docentes já fizerem estágio pós-doutoral por meio desse Programa. Além disso, tem contado com professores externos na condição de co-orientação, realização de projetos de pesquisa em rede e Colóquios Pedagógicos. Todos os docentes participam de Fóruns de educação. Uma docente é Conselheira do Conselho Estadual de Educação e outra do conselho Municipal de Educação. Todos os docentes participam de grupos de trabalhos nos Conselhos Estadual e Municipal de educação. Dois docentes são avaliadores de Cursos de Graduação por meio do Basis/Inep. Todos os docentes também atuam como pareceristas em projetos, Comissão Científicas em eventos e Fundações de Pesquisa.

O Programa tem na sua matriz curricular as atividades complementares. Trata-se de um componente curricular obrigatório de múltiplos formatos, que visam complementar a formação do discente no que tange ao aprofundamento de estudos e pesquisa, ampliar o seu conhecimento teórico-prático, fomentar a prática de trabalhos integrados entre grupos. Duas atividades permanentes compõem esse componente curricular: os Colóquios Pedagógicos e os Seminários Integradores. Os Colóquios Pedagógicos constituem-se de sessões de debate, palestras e seminários que visam o tratamento de tema específico de interesse das linhas de pesquisa do Programa e serão organizados mensalmente pelas coordenações de Linha de Pesquisa. Tem o objetivo de fomentar a produção de conhecimento, disseminar conhecimentos e subsidiar as pesquisas desenvolvidas no âmbito do Programa. Além disso, tem como finalidade promover a integração entre pesquisadores, estudantes da graduação, pós-graduação e educadores da educação básica.
Os Seminários Integradores são encontros científicos realizados anualmente pelo Programa, cuja finalidade é acompanhar os egressos do Programa. Contam com a participação dos discentes do Programa e dos egressos, além de alunos de graduação e convidados externos, entre esses profissionais da educação básica. Nessa sessão, os egressos são convidados a expor a pesquisa desenvolvida no Programa e sua proposta de intervenção, destacando os desdobramentos/impactos da sua formação como profissional da educação básica. As atividades complementares serão normatizadas pelo Colegiado de Curso.

O Grupo Tez, Grupo Trabalho e Estudos Zumbi, primeira entidade do movimento negro sul-mato-grossense, promove ações importantes que precisam ser divulgadas.  A professora Doutora Bartolina Ramalho Catanante é docente permanente do Profeduc e presidente desse grupo, que se trata de um movimento social muito presente e atuante, formalizado a partir de 1985, na cidade de Campo Grande, que comandou a maior parte das ações do movimento negro estadual até 2002. Dentre as várias atividades realizadas, incluindo aí palestras, oficinas, pesquisas, artigos publicados, podemos citar algumas de 2019, cujas fotos e detalhes podem ser encontrados nos anexos desta aba.

O Núcleo de investigação em danças populares brasileiras "Renda que Roda" da Professora do Programa Dra. Gabriela Di Donato Salvador Santinho desenvolveu ações em 2019 que serão partilhadas a seguir, ele pesquisa as danças populares brasileiras em suas raízes e tradições até os possíveis desdobramentos cênicos e poéticos influenciados por esse estilo de dança.

O núcleo tem duas frentes de trabalho:

Frente Criativa: Com base no conceito de Corpo Mitológico o grupo dá continuidade aos processos criativos afim de criar novos produções ampliando nosso repertório de trabalho cênico, e também fomentar os trabalhos já existentes.

Frente Extensiva Educacional: que leva a investigação e a pesquisa em danças populares brasileiras na forma de oficinas e experiências de roda de danças populares para professores e alunos do ensino básico e espaços diversos interessados na pesquisa (praças, eventos, comunidades, ONGs, etc).

Fotos, registros e o portifolio com maiores detalhes do núcleo e dos eventos e rodas podem ser encontrados nos anexos desta aba.

  

Pesquisas Interventivas

As pesquisas realizadas no âmbito do Profeduc têm como premissa básica a intervenção na realidade educacional relacionada à esfera de atuação do PPGE. Para tanto, os temas das investigações docentes e discentes relacionam-se diretamente com problemas educacionais e a conjuntura extraída da prática pedagógica das escolas e da realidade educacional, em especial, no Estado do Mato Grosso do Sul e nos municípios circunvizinhos, tal como indicamos na descrição dos projetos de pesquisa.

Todas as dissertações trazem a pesquisa aplicada com uma proposta de intervenção na realidade educacional, sendo que, no ano de 2019, a maior parte delas (89%), foram desenvolvidas nas escolas públicas do sistema de ensino estadual e municipal.

O percentual de 11% referente àquelas pesquisas não desenvolvidas, em detrimento da não autorização das entidades nas quais seriam executadas, não tem sido ignorado pelo PPGE, o qual para o ano de 2020 aprovou em colegiado a organização de uma Mesa redonda sobre pesquisa interventiva no Congresso de Educação da UEMS, Unidade de Campo Grande, para debater e divulgar as diferentes experiências ocorridas no país nessa área. Os docentes do PPGE têm buscado, cada vez mais, desenvolver suas pesquisas quadrienais de forma aplicada e não apenas com caráter acadêmico. A consolidação de 100% das pesquisas docentes aplicadas está entre os objetivos perseguidos no Planejamento Estratégico do Profeduc.

As pesquisas aplicadas desenvolvidas pelo PPGE têm indicado importante relevância social na medida em que aprimora a qualificação do corpo docente da educação básica e as práticas educativas nos ambientes onde ocorreram a intervenção, desenvolve metodologias e materiais didáticos inovadores. No ano de 2019, algumas delas tornaram-se referência na área educacional pelo caráter inovador e de impacto no contexto educacional, dentre elas podemos citar:

A pesquisa de Luci Meire Correa intitulada “Fronteira e Educação Pública: programa escolas interculturais de Fronteira (PEIF) em Ponta Porã (BR) e Pedro Juan Cabalero” realizada em 2018, no Profeduc, provocou importante impacto na contexto social onde foi aplicada. Com os resultados obtidos no processo de pesquisa propôs ações na prática educativa do ensino fundamental em uma escola pública localizada na região fronteiriça, em “Ponta Porâ”, com intuito de desmistificar o que era considerado até então como dificuldade de aprendizagem. 

A pesquisa indicou que, essa realidade recorrente nas escolas públicas do município, devia-se ao fato da escola desconsiderar a origem, etnia e língua materna das crianças, as quais por serem estrangeiras apresentavam dificuldades na utilização da Língua Portuguesa. Inúmeras ações na escola pesquisada ramificaram dessa investigação, tais como: a divulgação de metodologia da aprendizagem significativa; complementação dos componentes curriculares na área de Ciências Humanas das escolas públicas do município com a inserção de Pedro Juan Caballero; redução do número de alunos por sala; parceria com as Universidades do entorno para estagiários do curso de Pedagogia atuarem como auxiliares nas salas de alfabetização; aulas de reforço escolar; e formação continuada de língua estrangeira, Espanhol e Guarani aos professores da rede pública que lecionam nos primeiros anos do ensino fundamental.

Com base no resultado da investigação, a pesquisadora passou a atuar diretamente na definição da política pública municipal como membro da comissão de elaboração do Plano Diretor no município onde era professora.

Após a pesquisa interventiva, a pesquisadora continua participando de reuniões mensais, com todos os professores de História e Geografia do ensino fundamental do município a convite da Secretária Municipal de Educação pela responsável nas disciplinas nessa área. A mestre, em consonância com a pesquisa aplicada, tem colaborado na discussão com vista a adequar as práticas pedagógicas, a BNCC, o Referencial Curricular do município, a revisão do Plano Municipal de Educação às particularidades do contexto fronteiriço, objeto de investigação e intervenção no mestrado.

Além disso, em 2019, a dissertação foi premiada internacionalmente em um concurso que selecionou os melhores trabalhos científicos em nível de mestrado e doutorado do Mercosul sobre o assunto direito e cidadania. Dentre as pesquisas dos demais países que compõem o Mercosul, esta pesquisa foi indicada como uma das melhores.

A investigação tem continuado com o título “Tecnologia, inovação e condição fronteiriça no desenvolvimento: análises e percepções sobre as possibilidades de desenvolvimento da conurbação fronteriça de Ponta Porã e Pedro Juan Caballero” e, atualmente, conta com financiamento da agência de fomento FUNDECT.

A pesquisa experimental e aplicada “Probabilidade no 3º ano do ensino médio: contribuição do jogo dos discos para o ensino e aprendizagem de probabilidade”, de Patrick  Ramalho de Oliveira, demonstrou significativa relevância social, cujos resultados da investigação culminaram na elaboração de uma sequência didática inovadora para subsidiar o ensino de probabilidade no ensino médio.

            Com os resultados obtidos e apresentados na pesquisa,  o autor concluiu que a sequência didática se mostrou eficiente, proporcionado o ensino e a aprendizagem de forma clara à professora e aos estudantes, tornando as aulas motivadoras e proporcionado um ambiente agradável, para aprender o conceito de probabilidade por meio do recurso do jogo dos discos.

A discussão envolveu o professor e alunos da turma do terceiro ano do Ensino Médio da Escola SESI, Campo Grande, MS, sobre o estudo da probabilidade envolvendo um jogo, ou seja, uma Sequência Didática composta de dez atividades e norteado pela Engenharia Didática. A Sequência Didática construída por meio desta pesquisa tem sido referência para o ensino de Probabilidade e Geometria no ensino médio na instituição onde foi aplicada.

Claudeci de Paula Almeida defendeu a dissertação intitulada “O Pacto Nacional pela alfabetização na idade certa como proposta de formação continuada do professor alfabetizador em Campo Grande/MS.  Decorrente da pesquisa, propôs o projeto de intervenção intitulado “Alfabetização em foco com o objetivo de promover a continuidade dos estudos entre os educadores no contexto escolar.  Após sucessivos encontros para estudo, a proposta teve a adesão dos educadores da escola e, então, foi encaminhada à Secretaria de Educação do município e institucionalizada como uma prática recorrente na instituição. O grupo de estudo docente constituiu-se desde 2017 em um espaço importante de relação entre teoria e prática e entre Universidade e escola, uma vez que pesquisadores das Universidades vão à escola para dialogarem e estudarem com os professores. No grupo, os educadores buscam explicitar a importância da formação continuada na carreira do professor.

            Outra pesquisa de destaque, já indicada anteriormente, foi a de Patrícia Nogueira Aguena (2014), uma vez que os resultados obtidos na investigação possibilitaram o aperfeiçoamento e a organização do trabalho didático museológico no MARCO (Museu de Arte Contemporânea). Como produto da pesquisa interventiva, utilizou-se de recursos e procedimentos que permitiram com que todas as pessoas com deficiência obtivessem acesso aos bens culturais do museu com a utilização de tecnologia assistiva. Possibilitou, com essa ação, o diálogo e a aproximação com a comunidade, fomento de público, vivências plásticas e reflexões críticas e interpretativas por meio da Arte.

Assim, os impactos e/ou a relevância social e científica podem ser elencados por meio do incentivo à formação de professores em nível superior para a educação básica; valorização da carreira docente. Elevação da qualidade da formação inicial de professores no curso de Pedagogia da UEMS, promovendo a integração entre educação superior e educação e educação básica. Inserção dos acadêmicos no cotidiano de escolas da rede pública de educação, em parceria com os e dos pós-graduandos, proporcionando-lhes oportunidades de criação e participação em experiências metodológicas, tecnológicas e práticas pedagógicas de caráter inovador e interdisciplinar que busquem a superação de problemas identi?cados no processo de ensino e aprendizagem. Fortalecimento da parceria entre a UEMS com as escolas públicas de educação básica, mobilizando seus professores, tornando-as protagonistas nos processos de formação inicial para o magistério. Promoção de articulação entre teoria e prática necessárias à formação continuada dos professores, elevando a qualidade das ações acadêmicas no curso de Pedagogia e do Mestrado Profissional em Educação.

Os dados extraídos de 25 mestres em Educação formados pelo Profeduc nos anos de 2017; 2018 e 2019 indicaram a relevância e/ou impacto para área educacional em três aspectos: a) na trajetória profissional; b) nas próprias práticas educativas e dos docentes que participaram da intervenção; c) no contexto onde foi realizada a intervenção. Os 25 mestres indicaram o impacto e a relevância para a trajetória profissional pessoal, bem como na trajetória dos demais docentes participantes da pesquisa de intervenção.


Objetivos do Programa
Áreas de Concentração
Linhas de Pesquisa
Disciplinas
Corpo Docente e Discente
Documentos e Formulários
Processo Seletivo
Bolsas
Produção
Infraestrutura
Apoio Financeiro
Inserção Social
Cronogramas
Banco de Teses e
Dissertações
Eventos
Egressos
Links Úteis
Pós Doutorado
Interações com a Sociedade
Contato