Letras (Campo Grande)

Disciplinas

Descrição e ementário das disciplinas

 

Disciplina

Área

Carga Horária/ Créditos

Natureza

Linha de Pesquisa

Crítica Literária

Estudos Literários

60 horas

04 créditos

Obrigatória

Poéticas da Modernidade/Literatura, História e Memória Cultural

Literatura Brasileira Contemporânea

Estudos Literários

60 horas

04 créditos

Optativa

Literatura, História e Memória Cultural

Literatura Comparada e Estudos Culturais

Estudos Literários

60 horas

04 créditos

Optativa

Poéticas da Modernidade

Literatura e Intermidialidades

Estudos Literários

60 horas

04 créditos

Optativa

Poéticas da Modernidade

Literatura e Modernidade

Estudos Literários

60 horas

04 créditos

Optativa

Poéticas da Modernidade

Literatura, Identidade e Memória

Estudos Literários

60 horas

04 créditos

Optativa

Literatura, História e Memória Cultural

Teorias da Lírica

Estudos Literários

60 horas

04 créditos

Optativa

Literatura, História e Memória Cultural

Teorias da Narrativa

Estudos Literários

60 horas

04 créditos

Optativa

Literatura, História e Memória Cultural

 

Disciplina

Área

Carga Horária/

Créditos

Natureza

Linha de Pesquisa

Teorias linguísticas

Estudos Linguísticos

60 horas

04 créditos

Obrigatória

Língua, Discurso e Sociedade/Linguística Aplicada

Análise do Discurso franco-brasileira

Estudos Linguísticos

60 horas

04 créditos

Optativa

Língua, Discurso e Sociedade 

Historiografia da Língua Portuguesa

Estudos Linguísticos

60 horas

04 créditos

Optativa

Língua, Discurso e Sociedade 

Fundamentos em Linguística Aplicada

Estudos Linguísticos

60 horas

04 créditos

Optativa

Linguística Aplicada

Análise Dialógica do discurso

Estudos Linguísticos

60 horas

04 créditos

Optativa

Língua, Discurso e Sociedade 

Issues in Applied Linguistics

Estudos Linguísticos

60 horas

04 créditos

Optativa

Linguística Aplicada

Sociolinguística e Ensino

Estudos Linguísticos

60 horas

04 créditos

Optativa

Língua, Discurso e Sociedade 

Variação e Diversidade Linguística

Estudos Linguísticos

60 horas

04 créditos

Optativa

Língua, Discurso e Sociedade

 

 

 

Disciplina

Área

Carga Horária/

Créditos

Natureza

Linha de Pesquisa

Tópicos Especiais I

Estudos Literários/

Estudos Linguísticos

15 horas

01 crédito

Optativa

A definir

Tópicos Especiais II

Estudos Literários/

Estudos Linguísticos

30 horas

02 créditos

Optativa

A definir

Tópicos Especiais III

Estudos Literários/

Estudos Linguísticos

45 horas

03 créditos

Optativa

A definir

Tópicos  Especiais IV

Estudos Literários/

Estudos Linguísticos

60 horas

04 créditos

Optativa

A definir

 

 

7.2 Ementas das disciplinas

 

ÁREA DE CONCENTRAÇÃO: ESTUDOS LITERÁRIOS

 

Disciplina 1: CRÍTICA LITERÁRIA

Área de Concentração: Estudos literários

Carga Horária: 60 horas

Número de créditos: 4

 

Ementa: Discussão das principais correntes da teoria da literatura e da crítica literária, do século XX em diante, em sua relação com a formação do cânone literário, a análise do objeto literário e a sociedade.

 

Objetivos: Possibilitar um estudo geral das principais concepções da teoria da literatura. Examinar as relações entre tais concepções teóricas e a formação do cânone literário. Estudar a crítica literária, a partir dos diferentes modos como se analisam os textos literários em sua relação com a sociedade.

 

Bibliografia básica:

COMPAGNON, Antoine. O demônio da teoria: literatura e senso comum. Belo Horizonte: UFMG, 2010.

EAGLETON, Terry. Teoria da literatura: uma introdução. São Paulo: Martins Fontes, 2003.

LIMA, Luiz Costa. Mímesis e modernidade: formas das sombras. Rio de Janeiro: Graal, 1980.

WELLEK, René & WARREN, Austin. Teoria da literatura. Lisboa: Europa América, 1962.

WIMSATT, William Kurtz. Crítica literária: breve história. Lisboa: Fundação Caloustre Gunbenkian, 1980.

 

Bibliografia Complementar:

CORDEIRO, Roberto (et al.). A crítica literária brasileira em perspectiva. São Paulo: Cotia: Ateliê, 2013.

LIMA, Luiz Costa. (org.). Teoria da literatura em suas fontes. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2002.

ROCHA, João Cézar de Castro. Crítica literária: em busca do tempo perdido? Chapecó: Argos, 2011.

DURÃO, F. A. A crise nos estudos literários, hoje. In: Inês Signorini; Raquel Salek Fiad. (Orgs.). Ensino de língua: das reformas, das inquietações e dos desafios. Belo Horizonte: Editora da UFMG, 2012, p. 191-202

FRANCHETTI, Paulo. A Demissão da crítica. Germina: revista de literatura e arte, v. 1, n. 1., 2005. Disponível em  <http://www.germinaliteratura.com.br/enc_pfranchetti_abr5.htm>.

MELLO, J. A. (2010). Crítica literária e literatura na contemporaneidade: tensões e divergências. Remate De Males, 28(2), 173-188. https://doi.org/10.20396/remate.v28i2.8636299

 

 

Disciplina 2: LITERATURA BRASILEIRA CONTEMPORÂNEA

  • Área de Concentração: Estudos literários

Carga Horária: 60 horas

Número de créditos: 4

 

Ementa: O contemporâneo como conceito. Literatura brasileira e pós-modernismo. Aspectos temáticos e formais da prosa contemporânea brasileira. Aspectos temáticos e formais da poesia contemporânea brasileira. Literatura e contexto social contemporâneo. Autores e obras da literatura brasileira contemporânea. Relações entre literatura, mídia e mercado na contemporaneidade.

 

Objetivos: Compreender as relações entre literatura e contexto social e cultural contemporâneo. Reconhecer os processos estéticos e os temas mais recorrentes na literatura brasileira contemporânea.

 

Bibliografia Básica:

AGAMBEN, Giorgio. O que é o contemporâneo? e outros ensaios. Tradução Vinícius Nicastro Honesk. Chapecó, Santa Catarina: Argos, 2009.

PELLEGRINI, Tânia. A imagem e a letra. São Paulo: Mercado de Letras/FAPESP, 1999.

PERRONE-MOISÉS, Leyla. Mutações da literatura no século XXI. São. Paulo: Companhia das Letras, 2016.

SANTIAGO, Silviano. O narrador pós-moderno. In: Nas malhas das letras: ensaios. Rio de Janeiro: Rocco, 2002 (p. 38-52).

SCHØLLHAMMER, Karl Erik. Ficção brasileira contemporânea. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2009.

SISCAR, Marcos. De volta ao fim: o “fim das vanguardas” como questão da poesia contemporânea. Rio de Janeiro: 7Letras, 2016.

 

Bibliografia Complementar:

DIAS, Ângela Maria. Cruéis paisagens: Literatura brasileira e cultura contemporânea. Niterói: EdUFF, 2007.

SUSSEKIND, Flora. Literatura e vida literária: polêmicas, diários & retratos. Belo Horizonte: UFMG, 2004.

DALCASTAGNÈ, Regina. A personagem do romance brasileiro contemporâneo (1990-2004). In: Estudos de Literatura Brasileira Contemporânea, nº 26. Brasília, 2005, pp. 13-71.

JAMESON, Fredric. Pós-Modernismo: a lógica cultural do capitalismo tardio. Trad. Maria Elisa Cevasco. São Paulo: Ática, 1996.

SCHØLLHAMMER, Karl Erik. A cena do crime: violência e realismo no Brasil contemporâneo. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2013.

 

 

Disciplina 3: LITERATURA COMPARADA E ESTUDOS CULTURAIS

 

Área de Concentração: Estudos literários

Carga Horária: 60 horas

Número de créditos: 4

 

Ementa: Estudo de diferentes domínios da literatura comparada dos pontos de vista teórico e aplicado, bem como das diversas relações entre literatura cultura e identidade, vistas a partir da discussão dos conceitos de nação e território.  

 

Objetivos: Estudar os diversos conceitos de Literatura Comparada, bem como as tendências comparatistas, a crítica contemporânea e suas relações com os Estudos Culturais. Realizar um estudo comparado entre as literaturas de expressão portuguesa e literaturas de outras línguas.

 

Bibliografia básica:

BERND, , Z. Literatura e identidade nacional. 2. ed. Porto Alegre: Editora da UFRGS.

         BONIATTI, I. Literatura Comparada – Memória e Região. Caxias do Sul: EDUSC, 2000.

CARVALHAL, T. F.; COUTINHO, E. F. (orgs). Literatura Comparada – textos fundadores. Rio de Janeiro: Rocco, 1994.

 

Bibliografia complementar:

COMPAGNON, A. O trabalho da citação. Tradução de Cleonice P. B. Mourão. Belo Horizonte: Editora UFMG, 1996.  

PRAZ, M. Literatura e artes visuais. Trad. José Paulo Paes. São Paulo: Cultrix: EDUSP, 1982.

 

Disciplina 4: LITERATURA E INTERMIDIALIDADE

Área de Concentração: Estudos literários

Carga Horária: 60 horas

Número de créditos: 4

 

Ementa: Definição do conceito de intermidialidade, focalizando especialmente o estudo das inter-relações entre a literatura e outras formas de arte/mídia, que, desde a Antiguidade Clássica, cada vez mais convergem.

 

Objetivo: investigar não só as contribuições que a literatura toma emprestado de outras mídias, mas, também, o processo inverso, observar como e em que medida essas outras manifestações midiáticas fazem uso de temas, produtos e estruturas comuns à literatura.

 

Bibliografia básica:

DINIZ, Thaïs F. N. (Org.). Intermidialidade e estudos interartes: desafios da arte contemporânea. Belo Horizonte: Editora da UFMG, 2012.

DINIZ, Thaïs F. N. & VIEIRA, André Soares (Org.). Intermidialidade e estudos interartes: desafios da arte contemporânea, vol. 2. Belo Horizonte: Rona Editora: FALE/UFMG, 2012.

OLIVERIA, Solange Ribeiro de. Literatura e artes plásticas: o kunstlerroman na ficção contemporânea. Ouro Preto: Ed. UFOP, 1993.

______. Perdida entre signos: literatura, artes e mídias, hoje. Belo Horizonte: Faculdade de Letras da UFMG, 2012.

SOURIAU, Etienne. A correspondência das artes: elementos de estética comparada. Trad. Maria Cecília Queiroz de Moraes Pinto e Maria Helena Ribeiro da Cunha. São Paulo: Cultrix; EDUSP, 1983.

 

Bibliografia complementar:

BARBOSA, João Alexandre. O Laokoon Revisitado. In: ______.  Entrelivros. São Paulo: Ateliê Editorial, 1999, p.115-122. 

CLÜVER, Claus. Estudos Interartes: introdução crítica. In: BUESCU, Helena Carvalho; DUARTE, João Ferreira & GUSMAO, Manuel (Orgs.). A floresta encantada: novos caminhos da literatura comparada. Lisboa: Publicações Dom Quixote, 2001, p.333-362.

______. “Inter Textus/Inter Artes/ Inter Media”. In: ALETRIA: revista de estudos de literatura, v.6, 1998/1999. Belo Horizonte: POSLIT, Faculdade de Letras da UFMG, p11-41.

______. “Intermidialidade”. In: Pós; Revista do Programa de Pós-graduação em Artes. V.1, n.2 (novembro de 2008). Belo Horizonte: Universidade Federal de Minas Gerais/Escola de Belas Artes, 2008.

______. Intermidialidade e Estudos Interartes. In: NITRINI, Sandra (Org.). Literaturas, artes e saberes. São Paulo: Aderaldo & Rothschild: ABRALIC, 2008, p.209-232.

GONÇALVES, José Aguinaldo.  Laokoon Revisitado - Relações Homológicas Entre Texto e Imagem. São Paulo: Editora EDUSP, 1994. 334p.

______. Museu movente: o signo da arte em Marcel Proust. São Paulo: Ed. UNESP, 2004. 284p.

 

Disciplina 5: LITERATURA E MODERNIDADE

Área de Concentração: Estudos literários

Carga Horária: 60 horas

Número de créditos: 4

 

Ementa: Estudo da literatura considerando-se os projetos estético e ideológico, bem como os seus desdobramentos, em consonância tanto com as transformações sociais, históricas e culturais quanto com a consolidação de uma arte de ruptura no século XX.

 

Objetivos: Estudar o Modernismo, por meio de obras literárias e textos teóricos; Refletir sobre a importância do contexto histórico e cultural em relação à análise de obras literárias do século XX.

 

Bibliografia Básica:

LAFETÁ, João Luiz. A dimensão da noite. São Paulo: Duas Cidades; Ed. 34., 2004.

MOURA, Murilo Marcondes de. O mundo sitiado: a poesia brasileira e a Segunda Guerra Mundial. São Paulo: Ed. 34, 2016.

ROSENFELD, Anatol. Texto/contexto I. 5. ed. São Paulo: Perspectiva, 2006.

 

Bibliografia Complementar:

ARRIGUCCI JÚNIOR, Davi. Humildade, paixão e morte: a poesia de Manuel Bandeira. São Paulo: Companhia das Letras, 1990.

ÁVILA, Affonso (org). O Modernismo. São Paulo: Perspectiva, 1975.

BOSI, Alfredo. Céu, inferno. 2. ed. São Paulo: Duas Cidades, 2003.

CURY, Maria Zilda Ferreira. Horizontes modernistas: o jovem Drummond e seu grupo em papel jornal. Belo Horizonte: Autêntica, 1998.

LAFETÁ, João Luiz. 1930: a crítica e o Modernismo. São Paulo: Duas Cidades; Ed. 34, 2000.

PAES, José Paulo. Gregos e Baianos. São Paulo: Brasiliense, 1985.

 

 

Disciplina 6: LITERATURA. IDENTIDADE E MEMÓRIA

Área de Concentração: Estudos literários

Carga Horária: 60 horas

 

Ementa: Investigação das relações entre literatura, identidade e memória cultural a partir das articulações entre experiência vivida, ficção e organização social; estudo de obras literárias brasileiras e/ou estrangeiras em face de seus contextos sociais e culturais.

 

Objetivos: Estudar, a partir de textos de diversos gêneros, as relações entre literatura, identidade e me memória cultural; Analisar obras literárias, observando-se aspectos culturais e sociais.

 

Bibliografia Básica:

BENJAMIN, Walter. O narrador: considerações sobre a obra de Nikolai Leskov. In: Magia e técnica, arte e política. Tradução de Sergio Paulo Rouanet. 7. ed. São Paulo: Brasiliense, 1994, p. 197- 221.

BOSI, ECLÉA. Memória e sociedade: lembranças dos velhos. São Paulo: Companhia das Letras, 1994.

CANDIDO, Antonio. Literatura e sociedade. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 1965.

 

Bibliografia Complementar:

EAGLETON, Terry. Marxismo e crítica literária. Trad. Matheus Corrêa. São Paulo: Unesp, 2011.

LEJEUNE, Philippe. O pacto autobiográficode Rousseau à internet. Tradução de Jovita Maria Gerheim Noronha e Maria Inês Coimbra Guedes. 2. ed. Belo Horizonte: UFMG, 2014.

NORONHA, Jovita Maria Gerheim. Ensaios sobre a autoficção. Belo Horizonte: UFMG, 2014.

SEVCENKO, Nicolau. Orfeu extático na metrópole: São Paulo: sociedade e cultura nos frementes anos 20. São Paulo: Companhia das Letras, 1992.

SUSSEKIND, Flora. Literatura e Vida Literária. Polêmicas, diários & retratos. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1985.

 

Disciplina7: TEORIAS DA LÍRICA

Área de Concentração: Estudos literários

Carga Horária: 60 horas

Número de créditos: 4

 

Ementa: estudo da lírica em seus elementos constitutivos, históricos e de recepção, em suas especificidades e formas diferenciadas de manifestação. Teoria e análise do poema: sonoridade, ritmo, imagem. Estudo de textos representativos da lírica universal. Relação da lírica com outros gêneros literários, artísticos e midiáticos. Estudos entre a lírica e a sociedade.

 

Objetivos: Estudos das formações históricas e estéticas da lírica, considerando suas relações de produção, circulação e consumo, no interior de seus processos históricos e heranças para a modernidade e contemporaneidade.

 

Bibliografia básica:

BOSI, Alfredo. O ser e o tempo da poesia. São Paulo: Companhia das Letras, 2000.

NOVAES, Adauto (org.) Poetas que pensaram o mundo. São Paulo: Companhia das letras: 2015
SISCAR, Marcos. De volta ao fim - o "fim das vanguardas" como questão da poesia contemporânea. Rio de Janeiro: 7letras, 2016. 

PAZ, Octavio. O arco e a lira. Rio de Janeiro, Nova Fronteira, 1982.

SCRAMIM, Susana; SISCAR, Marcos; PUCHEU, Alberto. O duplo estado da poesia: modernidade e contemporaneidade. São Paulo: Iluminuras, 2015.

 

Bibliografia complementar:

GUMBRECHT, Hans Ulrich. Serenidade, presença e poesia. Belo Horizonte: Relicário, 2016.

 

Disciplina 8: TEORIAS DA NARRATIVA

Área de Concentração: Estudos literários

Carga Horária: 60 horas

Número de créditos: 4

 

Ementa: Formulações teóricas e críticas suscitadas pela narrativa literária; análise estrutural da narrativa literária; os gêneros narrativos em sua trajetória na história da literatura.

 

Objetivos: Compreender o conceito de narrativa, enquanto gênero textual, a partir de reflexões teóricas diversas. Reconhecer os elementos narrativos, tais como narrador, personagens, enredo, espaço e tempo, sendo capaz de analisá-los em textos literários. Observar a narratividade em outras linguagens expressivas, tais como o cinema, o teatro e as demais linguagens audiovisuais, as histórias em quadrinhos, etc.

 

Bibliografia básica:

BARTHES, Roland (et al). Análise estrutural da narrativa. 2. ed. Trad. Maria Zélia B. Pinto. Petrópolis: Vozes, 1971. São Paulo: Editora Cultrix, 1983

D'ONOFRIO, Salvatore. Teoria do texto 1: Prolegômenos e teoria narrativa. São Paulo: Ática, 1995.

LIMA, Luiz Costa. Teoria da literatura em suas fontes. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2002. 2 v.

REIS, Carlos; LOPES, Ana Cristina. Dicionário de Teoria da Narrativa. São Paulo: Ática, 1988.

TODOROV, Tzvetan. As estruturas narrativas. São Paulo: Perspectiva, 2003.

 

Bibliografia complementar:

ADORNO, Theodor. “Posição do narrador no romance contemporâneo”. In:_____. Notas de literatura. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1991.

BENJAMIN, Walter. “O narrador”. In:_____. Textos escolhidos. São Paulo: Abril Cultural, 1983. (Os pensadores.)

CANDIDO, Antonio (et al). A personagem de ficção. São Paulo: Perspectiva, 2005.

DIMAS, Antônio. Espaço e romance. São Paulo: Ática, 1984.

LEITE, Ligia Chiappini Moraes. O foco narrativo. São Paulo: Ática, 1989.

NUNES, Benedito. O tempo na narrativa. São Paulo: Ática, 1995.

PROPP, Vladmir. Morfologia do conto maravilhoso. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1984.

 

 

ÁREA DE CONCENTRAÇÃO: ESTUDOS LINGUÍSTICOS

 

Disciplina 1: TEORIAS LINGUÍSTICAS

Áreas de Concentração: Estudos linguísticos

Carga horária: 60h

Número de créditos: 4

 

Ementa: Estudo das principais vertentes teóricas da Linguística: da língua ao texto/discurso.

 

Objetivos: Construir um retrospecto histórico dos estudos linguísticos, focalizando as diferentes fases de formação da Linguística, enquanto ciência, ao longo do século XX.

 

Bibliografia Básica:

BORBA, F. S. Introdução aos estudos linguísticos.12 ed. Campinas: Pontes, 1998.

JAKOBSON, R. Linguística e Comunicação. 9. ed. São Paulo: Cultrix, 1977.

PAVEAU, Marie-Anne; SARFATI, Georges-Élia. As grandes teorias da linguística: da gramática comparada à pragmática. Trad. Maria do Rosário Gregolin, Vanice Oliveira Sargentini, Cleudemar Alves Fernandes. São Carlos: Claraluz, 2006.

SAPIR, E. A linguística como ciência. Rio de Janeiro: Acadêmica, 1961.

SAUSSURE, F. Curso de linguística geral. São Paulo: Editora Cultrix, 1977.

 

Bibliografia Complementar:

DOSSE, F. História do estruturalismo. v. I e II. São Paulo: Editora Ensaio; Campinas: Editora da UNICAMP, 1993.

FARACO, C. A. Linguística histórica. 2. ed. São Paulo: Ática, 1998.

FÁVERO, L. L. & KOCH, I. G. Linguística Textual: introdução. 4. ed. São Paulo: Cortez, 1998.

LAUSBERG, H. Linguística Românica. Madrid: Gredos, 1965.

LEROY, M. As grandes correntes da linguística moderna. 2. ed. São Paulo: Cultrix, 1971.

NEVES, M. H. M. A Gramática de usos do português. São Paulo: Unesp, 2000.

 

Disciplina 2: ANÁLISE DO DISCURSO FRANCO-BRASILEIRA

Área de Concentração: Estudos linguísticos

Carga horária: 60h

Número de créditos: 4

 

Ementa: Delimitação conceitual da Análise do discurso desenvolvida em contexto brasileiro.

 

Objetivos: Abordar a Análise do Discurso a partir das três áreas do conhecimento que a constituem: linguística, marxismo e psicanálise. Discutir o funcionamento dos textos/discursos na relação com o histórico, o social e o inconsciente.

 

Bibliografia Básica:

ORLANDI, E. P. Discurso e Texto. Campinas-SP: Pontes, 2001.

ORLANDI, E. P. Discurso em Análise. Sujeito, sentido, ideologia. Campinas-SP: Pontes, 2012.

PÊCHEUX, M. Semântica e Discurso: uma crítica à afirmação do óbvio. Campinas: UNICAMP, 1991.

PÊCHEUX, M. Estrutura ou Acontecimento. Campinas-SP, Pontes, 2002.

 

Bibliografia Complementar:

POSSENTI, S. Os limites do Discurso. Curitiba-PR: Criar edições, 2002.

RODRIGUES, M. L Análise do Discurso: distensão, deserção e distorções. In: GOMES, N. dos S.Pesquisa em Letras: questões de língua e literatura. Curitiba: PR: Appris, 2012. Pp. 251-264

 

 

 

Disciplina 3: HISTORIOGRAFIA DA LÍNGUA PORTUGUESA

Área de Concentração: Língua, Discurso e Sociedade

Carga horária: 60h

Número de créditos: 4

 

Ementa: Busca-se conhecer a abordagem historiográfica da língua portuguesa por meio da aplicação dos princípios metodológicos de Koerner e Swigger, sob a perspectiva externa e interna da língua vernácula, verificando as aproximações e distanciamentos possíveis da metalinguagem (descrição/explicação orientada pelas gramáticas), nas categorias gramaticais ocorrentes nos textos, em geral, do passado histórico.

 

Objetivos: Discutir o desenvolvimento das pesquisas historiográficas em Língua Portuguesa (História da Língua Portuguesa, História da Linguística e Historiografia Linguística) e as questões teórico-metodológicas da Historiografia Linguística.

 

Bibliografia básica: ALTMAN, C. BASTOS, N.B.; PALMA, D. V. História entrelaçada 4: os discursos das produções linguístico-gramaticais dos países lusófonos. Rio de Janeiro: Nova Fronteira/Lucerna, 2010.

BATISTA, R. O. Introdução à historiografia da linguística. São Paulo: Cortez, 2013.

 CAGLIARI, G.M. et ali (org.). Descrição do Português: Linguística Histórica e Historiografia       Linguística. São Paulo: Cultura Acadêmica Editora.

GALVES, C. (2001). Ensaios sobre as gramáticas do português. São Paulo: Editora da    UNICAMP.

     SILVA, R. V. M. Tradição Gramatical e Gramática Tradicional. São Paulo: Contexto, 1989.

 

Disciplina 4: FUNDAMENTOS EM LINGUÍSTICA APLICADA

Área de Concentração: Estudos linguísticos

Carga horária: 60h

Número de créditos: 4

Ementa: Discussão sobre o panorama de enfoques de pesquisa recentes, relacionados às pesquisas em Linguística Aplicada em sua vertente inter/multi/transdisciplinar.

 

Objetivos: Fornecer fundamentos relacionados à formação de pesquisadores para análise de

diferentes aspectos da linguagem, atentos ao surgimento de novos objetos de estudo,

abordados por olhares inter/transdiciplinares

 

Bibliografia básica:

ARENDT, H. A condição humana. Tradução de Roberto Rapouso. Rio de Janeiro, RJ: Forense Universitária. 5 edição, 2014.

FOUCAULT, M. Vigiar e Punir: nascimento da prisão. Tradução de Raquel Ramalhete. 37 edição Petrópolis, RJ: Vozes, 20.

FREIRE, P. Pedagogia da Tolerância. São Paulo: Editora Unesp, 2005.

         JORDÂO, C. M.; MARTINEZ, J.HALU, R. (Orgs.). Formação Desformatada: práticas com professores de língua inglesa. 01. ed. São Paulo: Pontes, 2011

MACIEL, R. F.; ARAUJO, V. A. (Orgs.). Formação de professores de Línguas: ampliando perspectivas. 1. ed. Jundiaí-SP: Paco Editorial, 2011.

MORIN, E. O método 6: ética. Tradução de Machado da Silva. 3ed. Porto Alegre-RS; Sulina, 2007.

 

Disciplina 5: ANÁLISE DIALÓGICA DO DISCURSO

Área de Concentração: Estudos linguísticos

Carga horária: 60h

Número de créditos: 4

Ementa: Aspectos teóricos e metodológicos relacionados ao pensamento e obra do Círculo de Bakhtin, articulados às problemáticas do discurso.

 

Objetivos: A disciplina objetiva dar a conhecer os pilares conceituais da abordagem dialógica e sócio-interacionista da linguagem: os conceitos de dialogismo, polifonia, enunciado, enunciação e gêneros do discurso.

 

Bibliografia Básica:

BAKHTIN, M. (VOLOCHINOV, V. N.). Marxismo e Filosofia da Linguagem. Trad. Michel Lahud. São Paulo: Hucitec, 2002.

BAKHTIN, M. Estética da criação verbal. Trad. Paulo Bezerra. São Paulo: Martins Fontes, 2003.

BAKHTIN, M. Problemas da poética de Dostoiévski. Trad. de P. Bezerra. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2005. 

VOLOCHÍNOV, V. N. A construção da enunciação e Outros ensaios. São Carlos: Pedro & João Editores, 2013.

 

Bibliografia Complementar:

BRAIT, B. (Org). Bakhtin: conceitos-chave. 4. ed. São Paulo: Contexto, 2007.

BRAIT, B. (Org). Bakhtin: outros conceitos-chave. São Paulo: Contexto, 2008.

FARACO, C. A. Linguagem & Diálogo: as ideias linguísticas do círculo de Bakhtin. São Paulo: Parábola Editorial, 2009.

FIORIN, J. L. Introdução ao pensamento de Bakhtin. São Paulo: Ed. Ática, 2008.

 

 

Disciplina 6: ISSUES IN APPLIED LINGUISTICS

Área de Concentração: Estudos linguísticos

Carga horária: 60h

Número de créditos: 4

Ementa: Contemporary themes on Applied Linguistics and language studies in English language.

 

Objetivos: Fornecer fundamentos acerca de temáticas emergentes em Linguística Aplicada produzidas em língua estrangeira.

 

Bibliografia básica:

COPE, B.; KALANTZIS, M. Multiliteracies: literacy learning and the design of social futures.  London: Routledge, 2000. 

JORDÃO, C. M. . Letramento Crítico: complexidade e relativismo em discurso. In: CALVO, L. C. S.; EL-KADRI, M.; ORTENZI, D.; SILVA, K. A. DA. (Orgs.). Reflexões sobre Ensino de Línguas e Formação de Professores no Brasil. 1ed.Campinas: Pontes Editores, 2013.

Bibliografia complementar:

JESUS, D. M.; MACIEL, R. F. Ensino e aprendizagem de línguas em contexto digital. Campinas: Pontes, 2015.

 

Disciplina 7: SOCIOLINGUÍSTICA E ENSINO

 

Área de Concentração: Estudos linguísticos

Carga horária: 60h

Número de créditos: 4

Ementa: Língua e sociedade. Importância dos estudos sociolinguísticos para o ensino de línguas.

 

Objetivos: Examinar a relação entre língua, sociedade, cultura e contexto, refletindo sobre a relação entre sociolinguística, escola e ensino e possíveis práticas de pesquisa nesses campos.

 

Bibliografia Básica:

ANDRADE, Maria Lucia C. V. O.; FAVERO, Leonor Lopes. Oralidade e Escrita. 5. ed. São Paulo: Cortez, 2009.

BORTONI-RICARDO, S. M. Educação em língua materna: a sociolinguística na sala de aula. São Paulo: Parábola, 2004.

BORTONI-RICARDO, Stella Maris. Nós cheguemu na escola, e agora?: sociolinguística e educação. 2. ed. São Paulo: Parábola Editorial, 2005.

MOLLICA, M. C. e BRAGA, M. L. (orgs.). Introdução à sociolinguística: o tratamento da variação. São Paulo: Contexto, 2003.

NEVES, Maria Helena de M. Que gramática ensinar na escola?: Norma e uso na Língua Portuguesa. São Paulo: Contexto, 2003.

 

Bibliografia Complementar:

CALVET, Louis-Jean. Sociolinguística: uma introdução crítica. Trad. Marcos Marciolino. São Paulo: Parábola, 2002.

MATOS E SILVA, Rosa Virgínia. Contradições no ensino do português. São Paulo: Contexto, 2000.

PRETI, Dino. Variações na fala e na escrita. São Paulo: Humanitas, 2011

 

Disciplina 8: VARIAÇÃO E DIVERSIDADE LINGUÍSTICA

 

Área de Concentração: Estudos linguísticos

Carga horária: 60h

Número de créditos: 4

 

Ementa: Estudos voltados para as questões de variação e mudança linguística, a partir da perspectiva laboviana. Variação linguística: objeto e métodos. Realidade dos estudos sociolinguísticos no Brasil e no mundo.

 

Objetivos: Refletir sobre o panorama da Sociolinguística no Brasil e no mundo, enfocando em questões essenciais como a diversidade linguística nas práticas sociais em diferentes esferas de circulação e examinar a relação entre língua, sociedade, cultura e contexto.

 

Bibliografia Básica:

BORTONI- RICARDO, S. M. Educação em língua materna: a sociolinguística em sala de aula. São Paulo: Parábola, 2004.

BORTONI- RICARDO. Nós cheguemu na escola, e agora?: Sociolinguística & educação. São Paulo: Parábola, 2005.

BRASIL. Lei 9.394. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Brasília, DF: MEC, 1996. Disponível em: < http://portal.mec.gov.br/arquivos/pdf/ldb.pdf>. Acesso em 11 ago. 2018.

GARDENER. H. Estrutura da mente: a teoria das inteligências múltiplas. Porto Alegre: Artmed, 1994.

GUIMARÃES, E. ; Orlandi. E. p. (org). Língua e cidadania: o português no Brasil. Campinas: pontes, 1996.

 

Bibliografia Complementar:

FERNANDES, A. PAULA, A. B. Compreensão e produção de textos em língua materna e língua estrangeira. -  Curitiba: Ibpex. 2008.

MULLER DE OLIVEIRA, Gilvan. Declaração universal dos direitos lingüísticos. Campinas: Mercado de Letras, 2003.

SILVA, Fábio Lopes e MOURA, Heronides M. M. (orgs.) O Direito à fala. Florianópolis: Insular, 2002.

 

 

Disciplina: TÓPICOS ESPECIAIS  I

Carga horária: 15 h

Créditos: 1

 

EMENTA
A ser definida pelo docente.

 

REFERÊNCIAS:

Variadas, a critério do professor.

 

Disciplina: TÓPICOS ESPECIAIS  II

Carga horária: 30 h

Créditos: 2

 

EMENTA
A ser definida pelo docente.

 

REFERÊNCIAS:

Variadas, a critério do professor.

 

Disciplina: TÓPICOS


Objetivos do Programa
Áreas de Concentração
Linhas de Pesquisa
Disciplinas
Corpo Docente e Discente
Documentos e Formulários
Processo Seletivo
Bolsas
Produção
Infraestrutura
Apoio Financeiro
Inserção Social
Cronogramas
Banco de Teses e
Dissertações
Eventos
Egressos
Links Úteis
Pós Doutorado
Interações com a Sociedade
Contato