UEMS Acolhe

Informações Adicionais

1. Quem pode participar dos cursos oferecidos pelo Programa UEMS ACOLHE? 

Todos os migrantes internacionais podem ter acesso ao curso. Não são impeditivos para inscrição no curso:

  • A falta de documentos;
  • A situação migratória (imigrante, apátrida, refugiado, etc.);
  • A nacionalidade.

 

2. Quais documentos podem ser apresentados no momento da inscrição?

  • Protocolos de Solicitação de Refúgio;
  • CRNM (Carteira de Registro Nacional Migratório);
  • Protocolo de CRNM (Carteira de Registro Nacional Migratório);
  • CTPS (Carteira de Trabalho e Previdência Social);
  • CPF (Cadastro de Pessoa Física);
  • Documentos emitidos no país de origem como passaporte, carteira de identidade ou de qualquer outra espécie.

 

3. É necessário comprovante de residência para a inscrição?

As pessoas interessadas também apresentar um comprovante de residência, que pode ser substituído por uma autodeclaração preenchida no momento da inscrição.

 

4. Quais os níveis de ensino da Português são oferecidos no curso?

  • Básico: recomentado para migrantes ou refugiados recém-chegados, que não possuem conhecimentos básicos da língua portuguesa.
  • Pré-Intermediário: recomendado para migrantes ou refugiados com noções básicas de fala e escrita da língua portuguesa.
  • Intermediário: recomendado para migrantes ou refugiados com algum grau de domínio da fala e da escrita que queiram aprimorar seus conhecimentos da língua.

 

5. Como é feita a definição do nível de cada aluno?

É realizada uma avaliação diagnóstica no início das aulas. Essa avaliação não é um critério de classificação ou desclassificação para o curso. 

 

6. Quantas vagas são ofertadas?

Não há limitação de vagas. As turmas e o número de alunos ficam sob avaliação da coordenação geral do Programa e da capacidade de oferecimento de turmas nos Polos.

 

7. Em que dias e horários são ofertados o curso nos Polos?

Os cursos são oferecidos preferencialmente no período noturno ou aos finais de semana, conforme a demanda recebida ou a disponibilidade do Polo acolhedor. Para saber mais detalhes, é preciso acessar a página do Programa na aba 'Cursos e Horários' ou pelo email uemsacolhe@uems.br. 

 

8. Qual a carga horária do curso?

O curso tem a carga horária de 60h.

 

9. Em quais cidades no Mato Grosso do Sul os cursos são oferecidos?

Nas cidades de Campo Grande, Dourados, Nova Andradina, Cassilândia e Corumbá.

 

10. Como é feita a inscrição?

Através do preenchimento de uma ficha de inscrição disponibilizada online. A ficha de inscrição pode ser acessada na página do Programa, na aba 'Cursos e Horários'.

 

11. Onde são feitas as inscrições?

As inscrições também podem ser feitas diretamente e pessoalmente nos Polos onde os cursos são oferecidos, conforme locais disponíveis na página do Programa. 

 

12. Qual é o horário de atendimento nos Polos?

O atendimento nos Polos é realizado no horário previsto para as aulas.

 

13. O curso tem alguma taxa?

Não. Não há nenhuma taxa de inscrição ou mensalidade, sendo o curso completamente gratuito.

 

14. Posso utilizar o certificado do curso para fins de naturalização?

Sim. O certificado do curso pode ser usado como certificado oficial de proficiência em língua portuguesa para fins de naturalização. O certificado é expedido pela Pró-reitoria de Extensão, Cultura e Assuntos Comunitários da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul. 

 

15. Como posso atuar como voluntário do Programa UEMS ACOLHE?

Basta entrar em contato com a coordenação geral (uemsacolhe@uems.br) para obter informações sobre os períodos de capacitação específica sobre ensino de português para imigrantes ofertado pela Núcleo de Ensino e Pesquisa em Português para Estrangeiros da UEMS.  

 

 

 

 



Anexos:


Cursos e Horários
Contato e Endereço
Inscrição
Equipe
Informações Adicionais
Parceiros
Núcleos
Notícias
Fotos
PROEC